Eu preciso de uma mulher na minha vida

Lista de CopyPastas do r/futebol

2020.12.01 23:34 ahdesistocara Lista de CopyPastas do r/futebol

Usem com moderação. Aberto a sugestões.

Originais do futebol

Aqui é futebol brasileiro, abraço
aqui é futebol brasileiro, abraço 
Obs: Seguindo a tradição do sub, essa pasta deve ser sempre downvotada.

E o cruzeiro, hein?
E o cruzeiro, hein? 

Sobre o excesso de posts sobre o Flamengo no sub
Sobre o excesso de posts sobre o Flamengo no sub Galera, pelo amor de Deus, vamos ter consciência do que vocês fazem ai, Flamengo foi campeão de duas competições seguidas? Beleza, tranquilo, merece discussão mesmo, mas tem muito conteúdo aqui que pode muito bem ir pro /Flamengo e ninguém aqui sentiria falta. Então, a partir de hoje, vou ter que começar a deletar alguns posts que teriam lugar melhor no próprio sub do clube, me desculpem. 

Outros

Fala, Zezé. Bom dia, cara.
Fala Zezé, bom dia, cara. Deixa eu te falar uma coisa. Eu estou pensando aqui, sei que está difícil para vocês aí arrumarem recursos, sei que está correndo atrás, mas estou falando por mim, não falei com ninguém tá, do time. Vê se você não consegue pelo menos pagar esses outros 60% antes do jogo de quinta-feira, que aí não precisa nem ter bicho, entendeu, para ganhar jogo. É uma motivação a mais para a gente cara, acertar o salário aí. Aí você não precisa arrumar uma premiação pra ganhar o jogo, porque a obrigação nossa é ganhar esse jogo. Tá louco! Se a gente não ganhar do CSA, pelo amor de Deus. Pô, faz esse esforço para a gente aí, até quinta-feira, tentar acertar esses 60% que estão atrasados do salário. 

Infelizmente acabou a competitividade
Infelizmente acabou a competitividade, não existe mais nenhum adversário a altura do Flamengo no Brasil e na América do Sul. Talvez, a exemplo da Austrália, que se mudou da Oceania para o futebol asiático em busca de maiores desafios, talvez esteja na hora do Flamengo ir para Europa e jogar o campeonato inglês ou se filiar a FIFA como uma seleção para disputar a copa do QATAR em 2022 

O Flamengo é isso aí mesmo
Eu sei que grande parte da torcida do Flamengo começou a torcer em 2019, então vou explicar pra vocês, o Flamengo é isso aí mesmo, sempre foi uma piada em todas as competições, já foi eliminado de forma vexatória várias vezes e perdeu final pro Santo André. Esse time é uma piada. 

Ficou acordado até tarde secando o mengão?
Ficou acordado até tarde secando o Mengão? Fiquei piranha, o Flamengo tomou no cu, se fodeu tomar no cu (vai tomar no cu) 🎵Tomar no cuuuu🎵 

Real Madrid das Américas/Acabou a brincadeira
Acabou a brincadeira na minha opinião, hein. Palmeiras não quer brincar mais com ninguém, acabou a brincadeira. Ganha tudo de novo. Vai ganhar tudo que disputar, vai ser campeão brasileiro outra vez. Trazendo o Borja, vai ter o melhor elenco do futebol brasileiro e pra mim, o melhor time do futebol brasileiro. Minha opinião. 

Apaga agora pelo amor de deus
apaga agora pelo amor de deus tá todo mundo pedindo pra apagar tem criança chorando aqui já tá todo mundo engatilhado por favor essa informação eh muito pesada traz traumas horríveis pra muita gente que fica com gatilho que passa mal desmaia apaga isso pelo amor de deus apaga isso por favor tem gente que realmente passa mal vendo isso apaga ta todo mundo pedindo pra apagar isso eh gatilha pra muita gente por favor apaga eh serio meu deus apaga isso as pessoas vão morrer tem gente sendo internada ja apaga pelo amor de deus to te pedindo apaga 

Tem noite que é dia
Tem noite que é dia 

Continuo sendo o culpado?
Continuo sendo o culpado??? 🤔 

Eu confio no meu grupo
Eu confio no meu grupo 

E O CARA JANTANDO
 PUTA QUE PARIU, O TIME NESSA SITUAÇÃO E O CARA JANTANDO 

O novo treinador do Flamengo é o Sr. Waldemar
O novo treinador do Flamengo é o Sr. Waldemar 

Lá vem o Abelão
HAHAHAHA 🤣😂😂🤣😂🤣 LÁ VEM O ABELÃO 🇦🇹🍷🇦🇹🍷🇦🇹🍷🇦🇹🍷🇦🇹 CHEIO DE PAIXÃO 😘🥰😍😘🥰😍😘🥰😍 TICATA TICATA TICATA 🎵🎶🎵🎶 EU QUERO QUE O ABEL 🍷🍷🍷🍷 ME AQUEÇA NESSE INVERNO ❄️❄️❄️❄️❄️❄️❄️ E QUE O COUDET VÁ PRO INFERNO 👺👿👺🔥🔥 

Acabou. Essa foi a gota d'água.
Acabou. Essa foi a gota d'água. Eu não sou mais torcedor do Flamengo. Eu tenho torcido desde 2019 e vou a todos os jogos desde 2019. Eu não vou mais acompanhar esse time e não vou renovar meu sócio torcedor. Vou começar a torcer pro São Paulo , aonde eles sabem jogar futebol. 

BOM DIA O CARALHO, HOJE É DIA DE GUERRA
ACORDEI NÉ E TALS, AÍ FUI NA COZINHA TOMAR UM CAFÉ E MINHA SOBRINHA VEIO CORRENDO ME ABRAÇAR PRA ME DAR BOM DIA, DEI LOGO UM CHUTÃO, JOGUEI NA PORTA, BOM DIA O CARALHO, HOJE É DIA DE GUERRA PORRA, DIA DE LIBERTADORES, MANÉ BOM DIA, PILHADÃO E A CRIANÇA VEM ME DA BOM DIA PIOR QUE TA TODO MUNDO ME OLHANDO DE CARA FEIA, FALANDO QUE SOU MALUCO KKKKKKKKKKKKK MALUCO ELES VÃO VER QUANDO O (JOGADOR 1) DER AQUELE LANÇAMENTO MAGESTRAL E O (JOGADOR 2) COMPLETAR PRO GOL, MANÉ BOM DIA 

BOM DIA O CARALHO, AQUI É A TORCIDA JOVEM DO FLAMENGO
Meu irmão, bom dia o caralho parceiro!! Isso aqui é o grupo da torcida jovem do Flamengo, entendeu?? Tu quer dar bom dia, tu cria um grupo de merda e fica dando bom dia, boa tarde, boa noite. Ou então tu cria um grupo pra tua família, aí tu fica dando bom dia. Aqui é psicopata, ladrão, bandido, cheirador, vendedor de droga, assaltante… aqui tem a porra toda meu irmão. Isso aqui é a torcida jovem do Flamengo. Bom dia é o caralho rapá!!! 

O Vasco é o novo pior time do mundo
O Vasco é o novo pior time do mundo, o árbitro apita o começo da partida e 1 segundo depois a gente leva gol. Os treinos devem ser piores que os treinos do Corinthians quando o Coelho comandou o time, não é possível que o Vasco fica de quatro pro Ceará PRO CEARÁ O CEARÁ É O REAL MADRID NOS OLHOS DO VASCO!!! Eu sei que era pra ter percebido isso há muuuuuuito tempo, mas é o fim do futebol carioca. Daqui à 5 anos, só vai restar o Flamengo. O Botafogo não existe mais, só é questão de tempo pro Fluminense sair do G6, eu nem preciso falar do Vasco, né? Desisto, o tetra rebaixamento vem aí. Esquece o jogo de quinta que nós vamos levar pirocada do Defesa e Justiça. Vou começar a torcer pro América Mineiro que é BEM melhor que torcer pro Vasco. O Ribamar fez gol enquanto eu estava digitando. Era melhor não ter perdido o pênalti, ou eu iria criar um livro inteiro falando mal deste time que acha que Série A é pelada de rua. Esquece, o Ceará fez outro gol. VAMOS, COELHÃO!!! 

IMPRESSIONANTE A CAPACIDADE QUE ESSE TIME TEM PRA SER HUMILHADO
IMPRESSIONANTE A CAPACIDADE QUE ESSE TIME TEM PARA SER HUMILHADO, E DESSA VEZ EU FALO SEGURAMENTE. DEIXEI ISSO NO COMENTÁRIO NA RÁDIO BANDEIRANTES, ISSO ESTÁ REGISTRADO NACIONALMENTE NA HISTÓRIA DO RÁDIO, O PALMEIRAS DEU O MAIOR VEXAME DE SUA HISTÓRIA, E NÃO VAI TER UM VEXAME PIOR DO QUE ESSE. SER REBAIXADO PRA SEGUNDA DIVISÃO DO PAULISTA NÃO VAI SER PIOR DO QUE SER HUMILHADO, EXECRADO, SER PISOTEADO, TER A HISTÓRIA CUSPIDA E ESCARRADA POR UM TIME DE VÁRZEA, O TAL DO ÁGUA SANTA É UM TIME DE V-Á-R-Z-E-A, LITERALMENTE DE V-A-R-Z-E-A, O ÁGUA SANTA NÃO EXISTIA NO CENÁRIO DO MUNDO ATÉ 2002, ERA UM TIME V-Á-R-Z-E-A-N-O, UM TIME QUE DISPUTADA DESAFIO AO GALO, COPA CYNAR, COPA KAISER, TROFÉU DO BAIRRO DO PCC, O PALMEIRAS PERDEU PRA UM TIME DE V-Á-R-Z-E-A, PERDEU NÃO, PERDER É DE 1X0, O PALMEIRAS FOI HUMILHADO, O PALMEIRAS TEVE A INSTITUIÇÃO SOCIEDADE ESPORTIVA PALMEIRAS DENEGRIDA, O ESTATUTO DO PALMEIRAS, SEI LÁ, QUALQUER COISA QUE QUE A GENTE POSSA DIZER ASSIM, AQUELAS LEIS INTERNAS LÁ, TO TÃO PUTO QUE ATÉ ESQUECI O NOME, A CONSTITUIÇÃO DO CONSELHO DELIBERATIVO DO PALMEIRAS FOI RASGADA, O PALMEIRAS TEM QUE NASCER DE NOVO COM OUTRO NOME, ACABOU, ACABOU, AI VEM O CUCA COM ESSA HISTÓRIA DELE, ESSE IDIOTA, ESSE FILHA DA PUTA DESSE BRUXO COM ESSA HISTÓRIA DE AINN SANTO, PORQUE JESUS, JESUS NÃO AJUDA SE VOCÊ NÃO TREINA, SE SEU TIME É UMA MERDA NEM JESUS DÁ JEITO, JESUS TEM QUE SE PREOCUPAR COM OS PROBLEMAS DO MUNDO, JESUS TEM QUE SE PREOCUPAR COM A PAZ MUNDIAL, NÃO SE PREOCUPAR COM ESSA MERDA CHAMADA PALMEIRAS, ISSO NÃO TEM QUE SER PREOCUPAÇÃO DE NOSSA SENHORA DO BRASIL, DA QUAL O CUCA TAVA NO PEITO, ELE ACHA QUE A NOSSA SENHORA DA JEITO NO PALMEIRAS, ESSE CARA TA DE BRINCADEIRA, AI ELE FEZ O TIME ENTRAR ABRAÇADO “NÃO, SE VOCÊS ENTRAREM ABRAÇADOS HOJE A GENTE VAI MOSTRAR QUE TEM UNIÃO QUE O TIME JOGA BOLA” AAAHHHH VAI PRA PUTA QUE PARIU CUCA, VAI TE CATAR VOCÊ E ESSE TIME HORROROSO, VAI TE CATAR VOCÊ E O ROBINHO, O AROUCA, ESSE FILHA DA PUTA DESSE THIAGO SANTOS, ESSE ROGER CARVALHO ESSA VERGONHA, O CARA TAVA NA SEGUNDA DIVISÃO DA SÉRIE B, O TIME É O A PIOR DEFESA DO ANO EM 2015 E CONTRATA UM ZAGUEIRO DA SÉRIE B, VAI TOMAR NO CU, O EDU DRACENA, AHH O EDU DRACENA É O MENOS CULPADO, É UM COITADO, ELE É GENTE BOA E TÁ VELHO, NÃO PODE PEGAR UM TIME QUE NÃO TEM VOLANTE, O RESTO TEM QUE FUDER, ESSE ERIK, 13 MILHÕES NUM FILHA DA PUTA, NUM IDIOTA, ESSE MAGRELO BURRO, ESSE JOGADOR FOMINHA É UM IDIOTA, O CARA NÃO SABE QUE TEM OUTRO JOGADOR DO LADO DELE E NÃO TOCA A BOLA PRA NINGUÉM, 13 MILHÕES EM UM JOGADOR DO GOIAS! 13 MILHÕES NUM JOGADOR DO GOIAS! NEM O REAL MADRID PAGARIA 13 MILHÕES NO CRISTIANO RONALDO SE ELE ESTIVESSE NO GOIÁS. O QUE QUE É ISSO? ESSE ALEXANDRE MATTOS, ESSE FILHO DA PUTA DESSE ENGOMADO, COM AQUELA BIXA DAQUELE PRESIDENTE QUE TEM UM PORCO ROSA NA MESA, ESSES DOIS TEM QUE SE COMER, ELES TEM QUE SER INTERNADOS NUMA SURUBA ETERNA, TEM QUE FICAR UM COMENDO O OUTRO A VIDA INTEIRA PRA ACABAR, SAIR DO FUTEBOL, PELO AMOR DE DEUS PAULO NOBRE, VOCÊ DEU 200 MILHÕES PRO PALMEIRAS NA MÃO DO ALEXANDRE MATTOS PRA ROUBAREM VOCÊ, VOCÊ É MUITO BURRO, PAULO NOBRE, VOCÊ É A ESCÓRIA DA PRESIDÊNCIA DO PALMEIRAS, VOCÊ E O BELUZZO, VOCÊS SÃO TUDO FARINHA DO MESMO SACO, VOCÊS NÃO MONTARAM PLANEJAMENTO NÃO, VOCÊS NÃO SABEM NADA DE FUTEBOL, O PALMEIRAS ACABOU, O PALMEIRAS TEM QUE NASCER DE NOVO COM OUTRO NOME, ESSA É A SOLUÇÃO. OBRIGADO A TODOS E É O ÚLTIMO: VAI TOMAR NO CU PALMEIRAS. 

EU NÃO JOGO MAIS
Mas vocês não né? Ganham 500 pau por mês, estão cada dia com um carro. A torcida ganha quanto? 800 reais por mês. Vocês estão de brincadeira, vocês tinham que ter vindo a pé. Comendo aquele lanche que eu comia. Aqueles pão Seven Boys, como é aquela marca, é Pullman né… Pão de forma. Aquele queijo que está lá há uma semana, grudado. Parecia até gorgonzola. E o presunto, aquele presuntão, não Sadia. VOCÊS TÃO DE SACANAGEM! VOCÊS NÃO CORREM - para não falar outra coisa, para não tomar processo por causa de vocês - VOCÊS VÃO PERDER O CAMPEONATO PARA O PALMEIRAS! AÍ SABE QUEM VAI AGUENTAR!? EU QUE VOU AGUENTAR! Aí no meu condomínio os caras: 'Aí, chupa, Neto'. EU NÃO JOGO MAIS! NÃO SOU EU QUE JOGO! SEUS ZÉ-RUELA DESGRAÇADOS! Eu que tenho que aguentar chegar na Band, e o porteiro: 'E aí, como é que foi?' Como é que foi a sua mãe. SOU EU O CULPADO!? EU QUE PERDI O JOGO!? Ô CARILLE, PARA COM ESSA CONVERSA MOLE DE QUE VAI DAR! NÃO VAI DAR! O Palmeiras vai ser campeão, infelizmente. 

Meu avô fumou a vida inteira
Meu avô fumou a vida inteira. Eu tinha uns 10 anos quando minha mãe lhe disse, "Se você pensa em ver seus netos se formarem, você tem que parar imediatamente". Uma lágrima escorreu dos olhos dele quando entendeu exatamente o que estava em jogo. Ele parou na hora. Três anos depois ele faleceu de câncer de pulmão. Foi muito triste e me deixou completamente sem chão. Minha mãe me disse "Nunca fume. Por favor, não faça sua família sofrer do jeito que seu avô nos fez". Eu obedeci. Aos 28, eu nunca sequer encostei num cigarro. Mas devo dizer, eu sinto um leve arrependimento por nunca ter feito isso, por que esse jogo me deu câncer mesmo assim. 

Questão de Respeito
Sim, eu sei que esse post não faz sentido, afinal, zoeira é parte do futebol, mas acho que dessa vez é meio desnecessário. Tava vendo um post sobre o nome do mascote do Flamengo ser José Roberto Wright e eu notei um comentário perguntando se o Atlético seria o Botafogo de Minas. Até aí tudo bem, deu pra notar a zoeira no comentário, só que havia um comentário lá de um cara (cujo nome não vou revelar) falando que o Botafogo ao menos forneceu bons jogadores a seleção, algo que é verdade, mas pra mim começou a desandar quando ele desviou do assunto e falou que o Atlético ganhou a Libertadores de forma cagada enfrentando 3 times pipoqueiros. Para quem foi atleticano na época de 2013 sabe como foi sofrido e já ouvi casos de torcedores rivais até torcendo pelo Galo, mas é claro, a mente clubista do nosso amigo faz pensar que Atlético foi horrível na Libertadores só porque pegou o Olimpia na final, mas claro vamos ignorar o fato de que o Olimpia já passou por 7 vezes na final. Outra coisa que ele falou é que ele falou é que jogadores como Marcos Rocha, Jô e Bernard eram ídolos do Galo, e isso eu rebato com a minha opinião que é, Marcos Rocha não era um bom lateral, no máximo melhor que o Guga, todos sabiam que Jô era baladeiro por isso eu ao menos olhava ele com um olho torto e Bernard não era ruim, porém não era mil maravilhas. Ao menos pra mim parece que poucos de 2013 viraram ídolos, sendo eles Vitor, Ronaldinho e Léo Silva (na minha opinião), e outros que participaram mas tiveram brilho mais tarde, como Dátolo se eu não me engano. Não me levem a mal, não estou achando ruim que a gente foi comparado com o Botafogo, até acho boa essa comparação quando o assunto é título, mas a minha surpresa é como nesse sub as pessoas podem só menosprezar um time que não é ruim só por ódio ou algo do tipo. E antes que me perguntem, eu não achei que o jogo de 81 foi roubado e sim equivocado. Outra coisa é que eu não consegui dizer se esse comentário foi zoeiro ou não. Espero que tenham lido esse texto todo e que entendam a minha opinião. 

Diguinho
Puta que pariu como esse Diguinho joga bola, merece seleção já a muito tempo, desde os tempos de Botafogo. Um volante que joga futebol com uma facilidade incrível. Marca muito, apóia bem o ataque, chuta, dificilmente erra um passe, ninguém passa dele e além de tudo marca na bola. Muitos contra-ataques ele salva o Fluminense, tem uma malandragem e conseguir ver onde está o jogador que pode receber o passe e cercar, se o cara tocar ele estica o pé e recupera a bola, se o cara tentar driblar ele rouba. 

Clássicos

Coragem, Felipão!
Coragem, Felipão! O meio-campo da Alemanha não marca muito. Escala o Willian. Deixa os 3 volantes para depois. Joga sem medo. Como Brasil... 

Encontrei o Ronaldinho no Sambola?!
Tava ele e mais um amigo. Fiquei revoltado quando vi ele, pois o cara só quer saber de festa e o futebol até agora nada, foi quando eu falei: Cadê o futebol Ronaldinho? Você só quer saber de festa, não ta jogando merda nenhuma, vtnc... Ele olhou assustado e logo disse: Quem é você pra me mandar tnc cumpadi? Olha o respeito. Eu falei: Cadê aquele Ronaldinho que o povo tava acostumado a ver? Infelizmente acho que o futebol tá acabando pra você Ronaldinho, você não faz nem mais diferença, virou apenas um jogador normal. Ele olhou pra mim e logo vi que lágrimas desciam do rosto dele. Ele veio de encontro a mim e disse: Você acha isso mesmo de mim garoto? Eu disse, também com os olhos marejados: Não Ronaldinho, eu sei que você é o cara, vai lá quarta e acaba com eles. Se cuida viu? Ele chorando, me deu um abraço e disse: Pode deixar, quarta é meu dia. Vou dar alegria para a nação... Deu a entender que quarta ele vi acabar com o jogo. Vamos esperar pra ver... 

DIVULGADO O ESCÂNDALO QUE TODO MUNDO SUSPEITAVA
Talvez, isso explique a razão do jogador Leonardo ter declarado a seguinte frase: "Se as pessoas soubessem o que aconteceu na Copa do Mundo, ficariam enojadas". Todos os brasileiros ficaram chocados e tristes por terem perdido a Copa do Mundo de futebol, na França. Não deveriam. O que está exposto abaixo é a notícia em primeira mão que está sendo investigada por rádios e jornais de todo o Brasil e alguns estrangeiros, mais especificamente Wall Street Journal of America e o Gazzeta dello Sport e deve sair na mídia em breve, assim que as provas forem colhidas e confirmarem os fatos. Fato comprovado: O Brasil VENDEU a Copa do Mundo para a Fifa. Os jogadores titulares brasileiros foram avisados, às 13:00 do dia 12 de julho (dia do jogo final), em uma reunião envolvendo o Sr. Ricardo Teixeira (na única vez que o presidente da CBF compareceu a uma preleção da seleção), o técnico Mário Zagallo, o Sr. Américo Faria, supervisor da seleção, e o Sr. Ronald Rhovald, representante da patrocinadora Nike. Os jogadores reservas permaneceram em isolamento, em seus quartos ou no lobby do hotel. A princípio muito contrariados, os jogadores se recusaram a trocar o pentacampeonato mundial por sediar a Copa do Mundo. A aceitação veio através do pagamento total dos prêmios, US$70.000,00 para cada jogador, mais um bônus de US$ 400.000,00 para todos os jogadores e integrantes da comissão, num total de US$ 23.000.000,00 vinte e três milhões de dólares) através da empresa Nike. Além disso, os jogadores que aceitarem o contrato com a empresa Nike nos próximos quatro anos terão as mesmas bases de prêmios que os jogadores de elite da empresa, como o próprio Ronaldo, Raul da Espanha, Batistuta da Argentina e Roberto Carlos, também do Brasil. Mesmo assim, Ronaldo se recusou a jogar, o que obrigou o técnico Zagallo a escalar o jogador Edmundo, dizendo que Ronaldo estava com problemas no joelho esquerdo (em primeira notícia divulgada às 13h30 no centro de imprensa) e, logo depois, às 14h15, alterando o prognóstico para problemas estomacais). A sua situação só foi resolvida após o representante da Nike ameaçar retirar seu patrocínio vitalício ao jogador, avaliado em mais de US$90.000.000,00 (noventa milhões de dólares) ao longo da sua carreira. Assim, combinou-se que o Brasil seria derrotado durante a prorrogação, porém a apatia que se abateu sobre os jogadores titulares fez com que a França, que absolutamente não participou desta negociação, marcasse, em duas falhas simples do time brasileiro, os primeiros gols. O Sr. Joseph Blatter, novo presidente da Fifa, cidadão franco-suíço, aplaudiu a colaboração da equipe brasileira, uma vez que o campeonato mundial trouxe equilíbrio à França num momento das mais altas taxas de desemprego jamais registradas naquele país, que serão agravadas pela recente introdução do euro (moeda única europeia) e o mercado comum europeu (ECC). Garantiu, também, ao Sr. Ricardo Teixeira, através de seu tio, João Havelange, que o Brasil teria seu caminho facilitado para o pentacampeonato de 2002. Por gentileza passem esta mensagem para o maior número possível de pessoas, para que todos possam conhecer a sujeira que ronda o futebol! Desde, já agradeço. Um abraço. 

PEDRINHO DO VASCO - Me encontrei com ele hoje
Fui na Barra resolver umas paradas da minha faculdade (Estudo na Veiga de Almeida), depois que vi tudo, fui dar uma passada na praia. Quando to atravessando a rua, uma bmw me atropela HEUIAHSIEU, meio que me dá uma porradinha e eu caio no chão. Ai eu levanto na fúria, quando desce do carro, advinha quem é???? - Caralho Pedrinho, é tu mesmo???????? PEDRINHO: shhh, fala baixo porra. E ai, maluco, se machucou? EU: Claro que não cara, to sangrando aqui na perna mas ta tranks, porra me dá um autógrafo. PEDRINHO: Olha a ideia do cara, ta com a perna sangrando e quer autógrafo... É vascaíno pelo menos? EU: Claro que sou porra. Peguei meu chaveiro do Vasco e mostrei pra ele. PEDRINHO: Porra, tu é gente boa, podia estar aqui me xingando por ter te atropelado, mas me pediu um autógrafo. Entra no carro aí que vamos fazer um curativo nessa porra. EU: SÉRIO MANÉ? Nisso entrei no carro né, lá dentro tinham 3 mulheres gatíssimas, no banco de trás. Nisso já soltei uma no ouvido do Pedroca: - Caralho, pedroca, quem são essas 3 gostosas aí? PEDRINHO: Minha mulher e minhas duas filhas, seu filho da puta. ... PEDRINHO: TO ZUANDO LEKE, É TUDO VAGABUNDA. PORRA TU ME DIVERTE MUITO, NA MORAL, TU É UM MLK SAGAZ. AE PATTY, ESTÉFANI, TIO MAIA, ESSE É MEU AMIGO... COMO É TEU NOME MESMO? EU: É André Lima po... PEDRINHO: ESSE É O ANDRÉ LIMA, GENTE BOA, E VAI TOMAR UMA GELADA HOJE COM A GENTE. Nisso já fomos direto pro Novo Leblon, um dos condomínios mais picas da Barra. Rapaz, pra resumir a história, cheguei no apartamento 507 do bloco 3, meu amigo, o ap era um luxo. Entramos o Pedrinho e as 3 gatas. PEDRINHO: Ae mané, comigo é papum, tu já sabe né? EU: To vendo, mal me conhece já me trouxe pra boa. PEDRINHO: Mermão, e o Felipe Maestro, meu parceiro de Vasco... Quer conhecer? EU: CARALHO MAESTRO TA AQUI???? ELE: Ta porra, quer ver?????? EU: CLARO PORRA, KEDE ELE??? Nisso ele me mostra a trolha dele HEUIAHSUIEHAUISEHUIAHSUIEHAUISEHA pqp, mó cacetão cabeçudo - AQUI O MAESTRO AQUI FILHO DA PUTA. Móóóó pirocão! Comecei a rir, HEAUIHSEUIAHUISHEAUIHSE EU: VAI TOMAR NO CU PEDRINHO, HEUIAHSEUIAHEUISA! Ele já veio chamando a mulherada. PEDRINHO: AE MANÉ, ESCOLHE UMA E SE SENTE A VONTADE. Nisso peguei a Estéfani, comecei a meter forte nela, no sofá do Pedrinho. Meti mt. E o Pedrinho só nas duas, comendo as mulheres. Quando eu olho pro lado mané, vi o Pedrinho comendo a mulher... EU: COÉ PEDRINHO, TU TA FAZENDO A MESMA CARA DO REBAIXAMENTO DO VASCO EM 2008, HEIUAHSUIEHAUISE O PEDRINHO COMIA A MULHER CHORANDO VIADO HEUIAHSEUIHAUISHEUIAHUISEHAUIS CARALHO, COMECEI A RIR, QUASE BROCHEI Soquei bem na mulher. Gozei. Pedrinho gozou também. EU: AE PEDROCA, TENHO QUE IR LÁ... PEDRINHO: JAÉ, vou te dar meu número, qualquer coisa to me liga, tu é parceiro. EU: ESSAS PIRANHAS SÃO ÓTIMAS. PEDRINHO: Pois é, to cheio de dor nas costas. EU: CARALHO PEDRINHO, JÁ SE CONTUNDIU DE NOVO??? ATÉ FUDENDO TU É DE VIDRO, CHINELINHO DE FODA, HEUIAHSUIEHAIUSEHUIAHSUIEHAUIS PEDRINHO: HEUIAHSEUIAH SAI MLK. Aí me passou o número dele. Caralho, mt mt mt gente boa! 
submitted by ahdesistocara to futebol [link] [comments]


2020.12.01 03:57 clownallthetime não quero mais amar ele, o que faço?

conheci um cara virtualmente, em um jogo. o problema é que gosto dele, mas ele não merece o meu amor: ele é manipulador, mentiroso, infantil e usa o diagnóstico de transtorno mental dele pra justificar qualquer cag*da que ele faz e diz, não tem respeito nenhum por ninguém nem por si mesmo e o pior é que ele trata os amigos como um lixo mas como acham que ele só é um "doidinho" que precisa de atenção, deixam pra lá e não dão importância aos 'surtos'.
porém, por eu ter criado sentimentos, não o subestimo da mesma forma que os amigos. ele já mentiu pra mim tantas vezes que já não consigo mais acreditar no que é verdade ou não, e nunca são sobre situações comuns, ele inventa histórias sobre situações muito sérias mas, a única comprovação que tenho é de que ele realmente tem um transtorno mental diagnosticado. não tenho a menor intenção de ter relacionamento com ele e somos de mundos completamente diferentes, ele não faz o meu tipo e no tipo de mulheres que ele gosta eu não me encaixo de forma alguma.
porém, são os momentos em que ele age completamente diferente da descrição acima que me faz querer dar atenção pra esse problemático, muitas vezes ele me manda mensagem em momentos que está perturbado, querendo apenas conversar pq sabe que vou tratá-lo como uma pessoa (inclusive foi isso que nos fez se aproximar e eu me arrependo de ter dado atenção a ele) - coisa que ninguém faz mais, pelo histórico e problemas que ele arruma, o consideram menos do que gente. hoje mesmo ele estava bem, e é como se outra pessoa surgisse pra conversar, eu tento aproveitar esses momentos pq sei que é temporário, mas não aguento viver nessa bagunça de sentimentos, na verdade nem conseguir acompanhar eu consigo.
não romantizo de forma alguma essa situação, mesmo tendo alguns rumores vindo de amigos de que ele gosta de mim e até algumas discussões que deixavam isso mais claro mas, não consigo acreditar, não sei se é a minha baixa autoestima ou o fato dele mentir muito e manipular pessoas, mas não me importo com isso, só quero deixar de amá-lo. o ignoro há 2 meses pois ele vivia dizendo que me odeia por motivo algum (de exemplo, uma vez entrei no jogo pra me distrair, e enquanto eu tentava desabafar com uma colega lá, ele disse que eu deveria ter mais decência e parar de "drama" pq eu sou a pessoa mais velha do 'grupinho' [ele é mais novo do que eu] e se tornou todo o centro da atenção na hora), e toda vez que ele tentava fazer drama eu só não respondia ou desligava a internet pra tentação não ser maior, mas de uma forma estranha é ele que está sempre correndo atrás de mim, mandando mensagem e sentindo a minha falta. nós temos amigos demais em comum, e eu não queria abrir mão dessas amizades pq os amigos dele são gente boa, coisa que não consigo compreender. também não quero deixar de jogar mas, to começando a considerar qualquer coisa.
sofro demais gostando dele, preciso mesmo apagá-lo da minha vida. eu o amo e o odeio, e isto está acabando comigo. é como se a pessoa quieta que sofre bully*ng na escola tivesse se apaixonado pelo seu agressor. é uma sensação horrível.
submitted by clownallthetime to desabafos [link] [comments]


2020.11.30 20:47 ecomaltepurobier Porque é tão mais fácil de um gay/bi arrumar sexo do que um hétero ?

Bem, conversando com um amigo meu (bi), ele me mostrou algumas trocas de mensagens no aplicativo Grindr, e em menos de 2 minutos de conversa os caras já estavam marcando de transar... Uma vez, viajando com esse mesmo amigo, ele transou TODOS os dias da viagem, foram uns 7~8 dias no total e foi um cara diferente por dia. Ok, o cara é bonito, conversa bem e é presença, além de ser extremamente gente boa... Mas sinto que o sexo para o gay é bem mais fácil do que para o hetero, para as lésbicas é assim também ? Olhou, sorriu, bombril no bombril (no caso das lésbicas...)
Isso com certeza deve ser culpa de uma sociedade machista/conservadora né ? Aonde a mulher deve se resguardar e o homem deve ser o putão que transa com tudo e todas... Mulheres, se não tivesse julgamento a cerca de vocês, a transa também seria fácil ?? Ou isso é uma peculiaridade das mulheres, que precisa de um afeto/carinho para transar ? Porque sinceramente, eu sou bem assim, preciso de pelo menos ver que a pessoa é massa para me atrair sexualmente por ela..., não ia conseguir saindo transando com qualquer mulher que eu nunca vi na vida e nem conheço direito (a não ser se rolasse um química foda)... Acho que tem também a questão do medo né ?? Nunca se sabe o cara que tu ta se relacionando, você pode acabar sendo vítima de alguma coisa, afinal, nunca se sabe quando o cara é um merda, e para homem acredito que seja mais tranquilo...
Considerações finais : peço desculpas se em algum momento fui preconceituoso, minha intenção foi longe disso, apenas apontei um fato que eu acho que acontece (acho não, tenho certeza) e queria ouvir a opinião das mulheres a respeito disso, reforçando mais uma vez minha pergunta para as mulheres ; Se não houvesse estupradores, cultura do machismo no mundo, vocês transariam com qualquer um que despertassem o interesse de vocês ??
submitted by ecomaltepurobier to sexualidade [link] [comments]


2020.11.30 16:47 saturno_de_oeste ESTÃO ME PERSEGUINDO ATÉ NOS SONHOS

Estou dormindo muito tarde, geralmente das 4:00 para frente. Geralmente acordo umas 8:00 da manhã para comer algo, para só aí voltar a dormir. O que acontece é: é exatamente nesse período que começo a sonhar, e são sonhos BEM LÚCIDOS.
Além disso eu geralmente durmo escutando música, no soundcloud. O mais doido é que eu sonho com a música como trilha sonora! Isso é muito louco. Mas não para aí! A música muda o sonho de acordo com a letra! Meu sonho vira um clipe direto da MTV da minha cabeça.
MAS NÃO É SÓ ISSO NÃO!
HOJE, o álbum que eu tava escutando acabou e o que começou a tocar no soundcloud? UM PODCAST SOBRE ANSIEDADE.
O jeito que isso mudou o sonho eu ainda não consigo mensurar, pq de primeira mão acho que afetou na simbologia. Por exemplo:
1 - por alguma razão tinha uma mesa de banquete no meu quintal e do lado dela, por alguma razão, era o chuveiro e eu tinha que tomar banho, e nessa mesa estavam pessoas que teoricamente eram meus parentes mas eu não os reconhecia. Eram poucas pessoas comendo um banquete, eu junto e depois tomando banho enquanto eles comiam.
2 - por algum motivo eu sonhei com uma cobrança de pênalti em um joguinho num campinho de alguma comunidade. Esse gol tinha parecido muito estranho e eu tava pensando que era montagem. É então que surgia uma mulher, bem jovem e bonita, com seus três ou quatro filhos e seu marido, explicando o pq esse gol tinha sido real. O mais doido era: A VOZ DESSA MHER ERA A DA VOZ DA PSICÓLOGA QUE TAVA FALANDO. SOBRE ANSIEDADE, FUI ESCUTAR O PODCAST DEPOIS E ELA DISSE TUDO IGUAL.
3 - Eu era um desenho de vikings, em forma de biscuit, aparentemente eu tinha sido ferido em uma batalha e tinha pedido ajuda a uma mulher que estava em uma outra ilha. Ela se propôs a me ajudar mas tinha pedido ao irmão, ou algo do tipo, que usassem o barco deles para vir até a mim. Era necessário que eu também fosse até o barco do socorro, mas eu continuei lá, deitado. Não me lembro do resto mas acho que quando fui correr para o barco já era tarde.
Ainda tô processando bastante tudo isso. Mas sei que tem algo relacionado com minha vida amorosa inexistente. E também acho que preciso de terapia, pois muitos dos sintomas da ansiedade que a psicóloga do podcast falou eu já tenho manifestado a tempos.
O podcast é: Querida ansiedade - Evitar ou enfrentar? Ansiedade e a auto-regulação.
submitted by saturno_de_oeste to desabafos [link] [comments]


2020.11.29 13:52 milenehe Desisto de tentar seguir enfrente

quando eu era criança meu irmão mais velho abusava de mim e há alguns anos ele se separou da mulher dele e voltou a morar em casa comigo e meus pais, eu só tive coragem de contar pra minha mãe agora que tenho 20 anos e ela agiu como se não acreditasse em mim já q hoje em dia ele é "evangélico e exemplo da família" então nunca mais toquei no assunto com ninguém, e recentemente tenho tido pesadelos horríveis com ele e ver a cara dele todos os dias em casa é sufocante, nem em Deus acredito mais por conta de toda hipocrisia na minha família, sinto raiva o tempo todo, já pensei várias vezes em fazer algo contra a vida dele, passo os dias trancada no meu quarto pra evitar contato com ele, eu tentei suicídio em janeiro tomando vários remédios mas fizeram lavagem no meu estômago e infelizmente to aq, fiquei em observação alguns dias e fui diagnósticada com depressão e fobia social mesmo eu sabendo q sofria com depressão desde os 13 anos quando comecei a sentir o peso do passado nas minhas costas, mas minha família tem meio q um pensamento antigo sabe? e depressão pra eles não existe e não passa de frescura, então nunca consegui pedir ajuda a eles ou ajuda psicológica, pretendia sair de casa mas perdi meu emprego por conta da pandemia e não tenho onde cair morta já entreguei vários currículos, fiz entrevistas mas até agora nada, faço bicos mas oq ganho mal da pra pagar minhas contas. Hoje me encontro sozinha na vida, não tenho mais amigos pra absolutamente nada pois me afastei de todos durante os anos, toda a companhia q tenho são meus gatos, a solidão as vezes é sufocante sou extremamente carente e toda pessoa com quem eu me relaciono quando percebe q eu tenho esses problemas se afastam, tinha começado um relacionamento esse ano mas ele terminou cmg no dia do meu aniversário sem ao menos me explicar o porque, me sinto um fardo pras pessoas, não me alimento direito a anos, não consigo mais me manter sóbria, passo os dias drogada vendo a vida passar por mim, me tornei uma pessoa complemente fudida, cheia de traumas e problemas, sei que preciso de ajuda mas não sei nem por onde começar, tenho uma corda guardada no meu guarda roupas pois sei que dessa maneira não vou falhar novamente mas também fico procurando motivos para ficar, sla eu tenho tantos sonhos, queria fazer faculdade, viajar o mundo.. mas parecem sonhos muitos distantes da minha realidade, minha família com o tempo vai se acostumar com minha ausência já q não sou mt presente na vida deles e espero q um dia possam me perdoar, se alguém leu até aqui obrigada, só queria desabafar um pouco e q talvez antes de partir desse lugar pelo menos alguém soubesse um pouco de mim pq todas as pessoas q me conhecem sempre vão achar q eu tinha uma vida perfeita pois eu nunca consegui demonstrar ou pedir ajuda.
submitted by milenehe to desabafos [link] [comments]


2020.11.29 04:38 lucius1309 EU VEJO GENTE MORTA

Eu recém completara 21 anos de idade e já estava macambúzio a beça com tudo que vinha acontecendo na minha vida. Acordava pelas manhãs e pensava que não passava de um injustiçado, um maldito entre outros milhões de malditos, primeiro por ter nascido num país de merda como o Bostil, com belezas naturais e recursos de sobra mas com pessoas lixo a frente da porra toda, o que havia tornado nosso país o país do "jeitinho", onde se tem manobra até pra tomar refrigerante grátis de uma máquina. Além do mais, eu, no auge da minha arrogância achava que eu era demais pra uma sociedade de menos, achava que eu tinha que estar ganhando muito dinheiro e comendo as melhores bucetas da cidade, coisa que são poucos que de fato conseguem, muitos por mérito próprio mas a maioria por sorte (ou herança).
Depois de uns meses desempregado, correndo pra cima e pra baixo tentando arrumar um trampo na minha área de formação, resolvi abdicar de quatro anos de faculdade e comecei um emprego numa empresa de telemarketing. Era um emprego honesto, registrado, com horários de descanso, folgas e benefícios, mas eu achava um saco. O bom era o horário. Entrava às 17h30 e saia às 23h50, sendo assim eu evitava pegar trem e metrô em horário de pico, fora que podia acordar tarde todos os dias e não precisava ter um compromisso muito rígido com horário. As ligações também eram poucas após o horário comercial, sendo assim, eu passava grande parte do tempo do meu trabalho conversando com as pessoas que ali estavam. Não que eu fosse de ficar falando, mas quando não se tem o que fazer, geralmente a gente faz isso no tempo livre, uma vez que temos que ficar disponíveis caso o telefone toque.
Tinham umas duas ou três meninas daquele lugar que eu achava interessante pra tentar comer ou algo do tipo. Tomar um sorvete ou um porre de cachaça, quem sabe. Mas eu não me esforçava em nada pra conseguir alguma coisa com elas. Estava um pouco descrente do amor devido ao recente divórcio que eu havia passado menos de um ano antes. Acho que é um luto válido e que muitos passam.
Geralmente eu acordava às 14h, tomava café da manhã e começava a beber, ia bebendo durante o caminho pro trabalho e lá seguia bebendo, saia do trabalho, pegava metrô, trem e ônibus, chegava em casa por volta das 1h30 da manhã, começava a cheirar cocaína e a beber sem parar, ficava assistindo vídeos na internet de pessoas morrendo, primeiro eram os acidentes, depois pessoas sendo assassinadas a facadas, tiros ou pauladas, e por último desenvolvi uma estranha tara em assistir suicídios, eram suicídios de todos os tipos e jeitos, desde enforcamentos, tiros contra o crânio, envenenamentos, doses excessivas de medicamentos, cortes nos pulsos e nos pescoços, enfim, passava a madrugada toda trancado no quarto com as luzes apagadas, bebendo, usando cocaína e assistindo gente morrer. Não recomendo isso pra ninguém, hoje quase 10 anos depois disso, parei com a bebida, as drogas e evito assistir gente morrer. Até hoje eu acredito que sou fudido mentalmente por manter uma rotina dessa por meses, todos os dias sem exceção. Qualquer ser humano que faz isso perde a sua humanidade. E eu não sou diferente.
Um dia no trabalho a minha chefe "Maiden" (apelido dado a ela por ser muito fã da banda de metal Iron Maiden) me chamou pra conversar, era o meu primeiro feedback em quase dois meses de empresa. Eu sempre tive problemas pra ouvir críticas. Não seria fácil.
- Carlos - Ela começou - Seu trabalho está bom, mas tem algumas questões que precisam ser pontuadas. Vamos ouvir essa ligação.
Colocou uma ligação que atendi, escutamos e não parecia ter nada demais.
- Percebe que ali você deixou escapar uma gíria? Nesse outro ponto você levantou o tom de voz com o cliente? Essa informação que você passou foi errada.
Ela pontuou outras questões mas disse que no atendimento eu estava indo muito bem pro pouco tempo de empresa que tinha.
- Carlos, agora eu preciso dizer outra coisa pra você. Espero que você esteja pronto pra ouvir.
- Pode falar.
- Você precisa beber menos. Todos na empresa comentam. Eu sei que você tem bebida alcoolica na sua garrafinha.
- Não sei do que tá falando. - Respondi.
- Claro que sabe.
- Não sei não senhora.
- Escuta, todos percebem o seu cheiro, só você que não. A gente sabe que você trabalha bêbado.
- Eu bebo socialmente, Maiden. Nunca bebi no trabalho.
Ela pegou na minha mão, olhou bem fundo nos meus olhos e continuou.
- Aqui é seguro falar, pode se abrir comigo. Na empresa nós temos um setor que ajuda pessoas como você. Estamos dispostos a te ajudar.
- A senhora vai me perdoar, mas eu não tenho problema nenhum. Nem com bebida e nem com nada.
Tirei minha mão da dela. Ficamos em silêncio mais cinco segundos quando disparei.
- Posso ir embora agora?
- Pode ir, Carlos.
Voltei ao meu posto de trabalho e passei o dia todo com raiva dela e com raiva de mim mesmo. Não que eu achasse que tivesse algo errado, só me considerava diferente das outras pessoas, talvez até um retardado mental ou alguém com algum transtorno psicológico não diagnosticado, e que, naquele momento, não queria diagnosticar porra nenhuma. Queria mais é que tudo fosse pra casa do caralho.
Naquela semana eu chamei um amigo do trabalho pra beber depois do expediente. Miguel era um cara levemente alcoólatra, não como eu, mas ele me acompanhava bem nas doses. Também usava drogas de forma moderada. Havia recém se divorciado, era pai de uma menina de menos de um ano de idade. Mais da metade do pagamento dele era pra pagar pensão, então por isso ele trabalhava pra caralho e no fim das contas tinha pouco dinheiro pra ele. Não reclamava diretamente da filha, mas sim da ex mulher.
- Certeza que aquela puta tá saindo com outro cara e usando meu dinheiro pra bancar o rolê dos dois.
- Deixa de pensar nisso, meu parceiro - eu amenizava - vamos continuar bebendo. Se você ficar falando disso eu fico mal também.
- Carlos, mas pensa como é injusto. O certo seria eu dar as coisas pra bebê, não o dinheiro pra mãe.
- Miguel eu sei disso. Mas todos temos problemas. Não adianta você ficar choramingando nisso, não tem como mudar.
- Você tem razão. Melhor é continuar bebendo.
Passamos mais algumas horas entornando cervejas e doses de vodka de várias marcas. Fui ao banheiro, dei um teco e vomitei.
- Cara, eu pensei aqui numa piada.
- Que porra de piada, Carlos. Cê tá bem louco, isso sim.
- Sim, eu pensei numa piada.
- Qual piada? - Ele perguntou.
- Imagina só, eu tô aqui né, cansado da minha vida e tal. E se eu estourasse as minhas miolos?
- Minhas miolos? Não seria os meus miolos?
- Não, seria as minhas miolos - eu respondi - imagina se me jogo no trilho do trem agora, voltando pra casa, e explodisse meu crânio e minhas miolos.
- Seria uma sujeira do caralho, isso sim. Cala a boca, seu merda. Me passa o pó.
Dei cocaína pra ele, ele foi ao banheiro e voltou mais elétrico do que nunca.
Voltei pra casa e não me joguei no trilho do trem. Cheguei no meu quarto por volta das 7h da manhã. Estava de folga naquele dia. Não conseguia dormir. Tomei um banho, me masturbei e nada. Sai pra buscar uma garrafa e mais pó. Fiquei trancado no quarto o dia todo pensando onde eu chegaria na minha vida se continuasse daquele jeito. Assisti mais videos de gente morrendo e tive algumas ideias pra concretizar um suicídio. Dentro de menos de um ano após aquele dia eu iria tentar me matar oito vezes. Nenhuma com sucesso. Eu olhava nos olhos daquelas pessoas e sentia uma estranha paz habitando dentro delas. Uma pena que aquela paz não habitava em mim.
submitted by lucius1309 to desabafos [link] [comments]


2020.11.26 21:10 raimundoneto Tenho vontade de contratar uma garota de programa

Olá amigos. Ando passando por uma fase muito conturbada da minha vida, e acho que preciso conversar com alguém.
Eu não tenho uma vida financeira complicada. Embora esteja apenas no décimo período da faculdade de Direito, moro com meus pais e não tenho privação nenhuma. A ajuda que eles me dão serve muito bem para as minhas necessidades básicas e para comprar meus livros ─ que são praticamente a minha única extravagância, não sou pessoa de muitos enlevos.
Além dos meus pais, tenho uma namorada linda, que me dá apoio quando preciso dela, também está estudando (hoje tem um estágio remunerado e um emprego, que compensam a diferença de condições financeiras dos nossos pais) e contra quem eu não tenho nenhuma queixa. Estamos juntos há cinco anos, e não tivemos brigas sérias há pelo menos um ano, gozamos de um relacionamento muito bom.
No entanto, eu não consigo me sentir produtivo. De jeito nenhum. Tenho basicamente duas atividades pra fazer durante o dia: movimentar os processos que estão alocados pra mim no meu estágio (eu só tenho que abrir o programa do Tribunal e peticionar) e uns trabalhos que eu faço na faculdade pra conseguir uma grana por fora. O último que eu peguei foi um TCC sobre problemas que, em geral, as mulheres que cumprem pena enfrentam no sistema prisional.
Apesar de não ser muito serviço, eu estou há simplesmente duas semanas sem sequer olhar quantos processos há pra fazer na fila do estágio (mais de 300, com certeza). Quanto ao trabalho, já passei uma semana do prazo que me foi dado para entrega, eu nem sei mais se o cliente vai querer pagar por ele ainda.
Não sei o que acontece comigo, e já nem sei o que posso fazer para melhorar. Eu leio qualquer coisa que não tenha nenhuma relevância para meus trabalhos, mas não sou capaz de ler uma folha de artigo que sirva para concluir esse TCC que está mofando no meu computador; fiz diversas dissertações sobre diversos temas diferentes durante as duas últimas semanas (todas com finalidades meramente satisfativas, estão aí pela internet), mas não consigo criar vergonha na cara para abrir o programa do estágio para fazer algumas petições de duas páginas.
Antes eu culpava minhas primas pela minha baixa produtividade. Depois eu parei de morar com elas e passei a culpar a minha irmã. Agora eu estou na casa dos meus pais, que passam o dia inteiro trabalhando na loja e me deixam sozinho o dia inteiro, e eu já nem sei mais quem culpar senão a mim mesmo. Hoje eu terminei de ler o sétimo livro de uma coleção do Sherlock Holmes em oito volumes que comecei há menos de dois meses, e quando olhei para os livros empilhados sobre a minha mesa, pensei em tudo o que poderia ter feito enquanto estava perdendo tempo com aquilo. Talvez a minha fila pudesse estar em dias, entregado o TCC, fazendo outras coisas...
Ontem eu me senti cansado e pensei que se dormisse durante a tarde, poderia fazer tudo durante a noite e completar minhas tarefas até a manhã. No entanto, além de perder a tarde de trabalho, nada fiz durante a noite senão ler mais um livro inútil e dormir mais uma noite com a mesma sensação de ter perdido um dia inteiro. Minha vida tem se resumido a lamentar pelo que deixei de fazer sem ter forças para terminar.
Eu queria ter alguém para desabafar mas não quero contar para as pessoas próximas de mim. Meus pais são gente da melhor estirpe, tenho certeza que me escutariam muito bem se eu os procurasse, e digo o mesmo da minha namorada. Mas eles, todos os três, já passam tanto tempo trabalhando, que quando temos um tempo juntos nós saímos, comemos fora ou fazemos algo para desestressar, eu não me sinto à vontade para dar-lhes mais problemas quando eles estão em seus dias de folga.
Já pensei em procurar uma psicóloga, mas não me sinto à vontade para conversar com essa gente. Se tiver um psicólogo lendo este desabafo, por favor me perdoe, mas a mera sensação de estar sendo analisado, a ideia de outro ser humano vasculhando as entranhas da minha psiqué enquanto escreve seus relatórios técnicos bem-elaborados que trazem fatos sobre mim dos quais nem eu mesmo tenho conhecimento me causa repulsa, um mal-estar que me impede de responder mais do que um ou outro monossílabo.
A ideia mais sedutora que recorrentemente me retorna é a de procurar uma garota de programa, com quem eu possa falar sobre o que sinto sem o medo de ser julgado, ou de ter os fatos revelados sob conhecimento de pessoas próximas a mim. Durante todos esses cinco anos eu nunca traí a minha namorada, e nunca fiquei com outra garota que não fosse ela, por isso certamente algum amigo meu não negaria passar o contato de uma gp se eu pedisse, assim ele pensaria que eu estava transando e jamais descobriria as minhas intenções.
Naturalmente a questão é um tanto complexa, e um sentimento de dúvida paira sobre mim nesse instante, se é a coisa certa a se fazer. Receio que precise de encorajamento para tomar essa atitude, ou talvez de desencorajamento. Só sinto que eu não posso mais continuar vendo a vida passar por mim trancado neste quarto fingindo para o mundo lá fora que eu estou trabalhando enquanto minto para mim mesmo dizendo-me que um dia hei de trabalhar.
submitted by raimundoneto to desabafos [link] [comments]


2020.11.24 03:42 Wizard_without_magic Só pelo fim

Eu acho q era pra mim estar feliz com td q eu tenho... tudo o que eu conquistei, por mais que não seja muito.
Criei um canal no YouTube a alguns anos atrás, alcancei 12k de inscrições com edições q eu mesmo fazia... consegui um trabalho no Hospital aqui da cidade, passei na CNH, fui recrutado para o serviço militar obrigatório, me escalaram para uma Operação que só acontece de 5 em 5 anos, atirei de para fal...
E nunca consegui ficar com ninguém, nunca namorei... unico relacionamento que tive foi com uma "gp", ou seja... só pagando.
Será q é por q n sou um cara interessante? É minha aparência? Sou extremamente magro, tenho 19 anos mas todos dizem q pareço ter 13 ou 14...
Ja tentei engordar... não rola... não da...
Com certeza estou condenado a ser assim pro resto de minha vida...
E se é pra ser assim q nem meus ultimos anos de conquistas profissionais/materiais e contínuar nessa merda de solidão... por mim eu posso deixar de viver agora... por mim eu acabo com isso
A um tempo era eu ajudando meus amigos a tirar a ideia de suicídio da cabeça... hj é eu q preciso de ajuda... e estou sem dinheiro pra psicóloga pois já gastei td com aquela mulher q tenho q pagar pra ficar.
Inferno de vida porra
submitted by Wizard_without_magic to desabafos [link] [comments]


2020.11.22 19:58 Working-Explanation1 Acho que morrerei sozinho.

Sei que não há como explicar tudo por um texto de Reddit, mas eu vejo que minha personalidade, minha forma de existir no mundo e me relacionar com os outros assume uma posição tão de "nariz empinado" que eu sou sozinho.
Sempre fui o estereótipo do cara que se acha, mas pq tudo era um contexto de adolescência e a realidade não batia ainda.
Tenho 20 anos, excelente condições de vida em termos materiais, mas não tenho ninguém. Meu único porto seguro, minha vó, passa pelo segundo câncer e eu não consigo nem compartilhar minha angústia com meu pai porque eu sou brigado com a mulher dele( minha madrasta). Ele paga tudo pra mim, eu sou o famoso playboy, mas não sei o que é compartilhar algo " em família".
Me protegi através do "racionalismo", aura de "intelectual". Acabei nem passando na Federal devido a depressão. Me sinto um fracasso.
E eu sei que eu preciso viver o HOJE , o aqui-agora. Mas estou simplesmente travado na existência, como se eu pudesse desaparecer, morrer, mas ninguém se importaria mesmo. Meu jeito de ser afastou todo mundo.
Mas eu não sei como não ser o que eu sou e ,talvez, eu mereço tudo isso.
Obrigado Reddit, sei lá.
submitted by Working-Explanation1 to desabafos [link] [comments]


2020.11.20 15:26 Arqium HOJE É DIA DE EU ME LEMBRAR.

Há um ano fiz um post sobre o racismo que recebi ao longo de minha vida e foi bem recebido e utilizado pelo pessoal para se abrir. https://www.reddit.com/brasil/comments/dz1kx3/hoje_%C3%A9_dia_de_eu_me_lembra
Vamos novamente lembrar de o que significa consciência negra neste dia, fiquem a vontade de compartilhar suas histórias nos comments.
.............................................
E neste sentido preciso dizer algo que aconteceu comigo este ano. Como podem ver no link postado, eu contei de algumas vezes mais memoráveis que sofri racismo.
Minha família é em geral branca, sendo minha mãe uma das únicas da família que é parda, não sei de quem ou de onde herdou a cor.
A família do meu pai é toda branca. Meu irmão nasceu branco e ninguém diria que tem família miscigenada. Mas eu nasci bem pardo também. Não tive muito contato com a familia de minha mãe pra saber da história deles.
Digo isso para dar o contexto para a história que vou contar:
Quando meu pai casou com minha mãe, a família (meus avós) do meu pai achou um absurdo e sempre antagonizaram minha mãe por ser parda, eu nunca entendi de onde ou porquê eles tinham tanto preconceito com minha mãe. Depois q meu pai e mãe se divorciaram parece que abriram a porta do racismo e maldade, convivi com xingamento de meus avós e tios contra minha mãe desde meus 4-5 anos de idade.
Contra mim até que não direcionavam maldade pq eu era criança, mas não esqueço do dia em que minha tia pegou uma escova de lavar roupas e esfregou meu joelho e cotovelo até tirar sangue, pq dizia q eu era encardido e minha mãe não me lavava e éramos desleixados (meu joelho e cotovelo são naturalmente mais escuros).
Meu avô e avó morreram há mais de 10 anos, na extrema pobreza, nunca me falhou ver a ironia de ver que a única pessoa que cuidou deles até a morte foi uma nora deles, essa sim completamente negra, pessoa que deu banho e limpou a bunda deles, por muitos anos.

Agora chegou a conclusão da história, há uns meses atrás fui visitar esses tios que cuidaram de meus avós até a morte, e por acaso rolou uma rara reunião de familia com meu pai, e outros tios lá. Depois de muitos anos tive a vontade de perguntar a história de meu avô, pois nunca tocaram no assunto antes, infelizmente foram um pouco vagos, pois meu próprio avô era muito fechado e não contava muito de sua história nem para os filhos, mas basicamente meu bisavô tinha uma fazenda de café no interior de minas gerais, e sim, empregava muitos escravos. Meu avô cresceu nessa fazenda cheio de escravos (sim, no século XX, a escravidão não foi imediatamente eliminada em 1888, tanto que até hoje existe). Meu bisavô morreu cedo de pneumonia, e devido a brigas entre irmãos/mulheres/vizinhos, meu avô foi jurado de morte e fugiu de Minas Gerais e nunca mais voltou, pelo que entendi, morou um tempo no Paraná, e o resto no Mato Grosso... nessa fuga abandonou praticamente tudo que tinha, e se virou com trabalho braçal, era semi-analfabeto crescido em fazenda, não deve ter sido fácil se virar com o próprio trabalho.

Foi um choque poder ver na minha própria história o outro lado do racismo que sofri em minha vida. Sofri racismo em minha vida e senti o sistema contra mim, sou pardo, não tenho raízes africanas, não sei de onde meus antepassados que foram escravos vieram, e posso afirmar que minha familia branca fez questão de não lembrar de onde veio o sangue negro. Mas por algum motivo, ainda lembram de onde veio o sangue branco, foi um choque ver que sou descendente também de escravagista no final das contas.
Apresento aqui minha história, tipicamente brasileira, de miscigenação, conflitos e racismo.
...................................
TLDR: Sou brasileiro e dentro de mim há séculos de conflitos.
submitted by Arqium to brasil [link] [comments]


2020.11.19 01:20 prietoeu Eu virei oque eu sempre odiei

tl;dr
Eu me achava um cara feliz, 23 anos nas costas, trabalhava, me motivava e me cobrava mt a melhorar em tudo oque queria pra mim, academia e a 2 exatos anos eu comecei meu namoro. A menina era simplesmente perfeita para tudo que eu sempre quis mas eu sempre tive uma pulga atrás da orelha de não merecer ser feliz por traumas do meu primeiro relacionamento abusivo e de tudo que já me aconteceu nessa vida, além de achar o pq alguém como ela estaria com alguém como eu. Até que mais ou menos no meio do ano passado ocorreram algumas mudanças na empresa e eu não consegui me adaptar aos novos métodos do novo chefe (que era super desorganizado), aconteceu que do nada tudo foi por água a baixo, todo o respeito, influência e o personagem que eu tinha lá dentro escorreram em menos de 2 meses com erros tanto meus como do resto da equipe mas que caíram sobre mim. Isso me afetou muito, o cara que eu era, confiante e tal se perdeu e fiquei uma pessoa mt cabisbaixa e depressiva, reprovei na faculdade e tudo mais, só no aguardo de me demitirem. Então, uma fagulha de egocentrismo e imaturidade me deu na cabeça de que eu, aquela pessoa tão foda que eu conhecia, não podia ser a razão de tudo isso, que talvez era algo que tinha em mim que já me incomodava e acreditei ser o meu namoro. Isso foi sendo alimentado com meses passando e no começo desse ano, durante a quarentena eu acabei traindo minha namorada falando pelo whats com uma menina. Sabe aquilo do Zóio que todo mundo falou? Eu fiz a mesma coisa, tinha duas namoradas só que uma real e outra web A consciência bateu uma hora e tentei consertar, falei que queria terminar mas na hora h eu dei pra trás porque na minha cabeça "pq eu vou terminar algo que é tão bom, uma relação que realmente não tinha negativos" (acho que parece clichê o ex falando isso mas realmente, nunca brigamos, nós nós demos super bem desde o primeiro dia e desde que nos vimos a primeira vez teve amor, ela era oque eu reconheço hj como amor da minha vida) e me apliquei a ficar com ela por um tempo. Uma hr, como toda pessoa, a merda explodiu e ela soube, me ligou e fui um escroto. Ela deve ter sofrido mt
O resumo de tudo é que isso tem 6 meses já, já ouvi de tudo dos meus amigos, que é carência, que é querer atenção, que é querer replay mas eu não tiro ela da minha cabeça. Eu tentei seguir em frente, arranjar outras pessoas e em todas as vezes que cheguei a sair com qualquer menina, eu não conseguia beijar. Desde que eu a conheci eu NUNCA beijei outra menina, NUNCA MESMO. Eu me percebi que em diversos aspectos o cara que eu achava ser, aquela imagem do popular, líder do grupo de amigos e o cara legal que tinha, por trás eu só era um mlk depressivo e autodestrutivo. Eu tentei diversas vezes contato com ela de novo, com medo até de parecer um perturbado doente e fiz o clichezasso de implorar pra voltar. Mas pq ela voltaria? Eu fiz com ela exatamente oque minha ex fez comigo, oque meu pai fez com a minha mãe. Eu acho que aprendi com meu erro, percebi que ela era sim o amor da minha vida e deixei passar da pior forma possível Ela me odeia tanto quanto me odeio agora, isso me dói demais, hoje eu mandei um Oi pq realmente precisava de alguém pra desabafar, dizer pra ela que tô tentando como ela me disse pra fazer mas eu só estou fazendo pq sinto que deveria, não pq é oque quero. Ela não respondeu e postou no tt uma frase com raiva que era óbvio pra mim
A sociedade é rápida pra dizer que talarico tem que se foder mas dificilmente as pessoas se aprofundam na raiz do problema, eu fui errado e me arrependo todos os dias até perceber que não preciso mais Meu medo é me matar uma hora nesse peso e dizerem que "se matou por causa de mulher" sendo que na verdade foi um "se matou pq se arrependeu de cada decisão errada"
Podem julgar, eu entendo se vc teve o desprazer de ler essa minha história podre
submitted by prietoeu to desabafos [link] [comments]


2020.11.16 11:17 tmoura Dicas para alguém inexperiente.

Olá pessoas! Sou H e tenho 28 anos, me relacionei sexualmente com apenas 4 mulheres na minha vida (todas foram namoradas e a 4ª é a atual), porém, minhas três primeiras namoradas nunca foram "exigentes" com relação a sexo, ficávamos sempre no básico, oral nas preliminares, algumas carícias e penetração. Só que agora estou vivendo uma situação diferente, minha namorada adora transar e é um pouco mais velha do que eu (ela tem 33 anos) e me cobrou de forma bem tranquila que eu poderia fazer mais coisas durante o sexo (tipo, apertar com mais força, dar uns tapas, etc...disse que não preciso ter medo) só que não tenho experiência nenhuma com isso e me sinto meio inibido e com receio de fazer algo e ela não gostar... Vocês tem alguma dica de como eu posso ir me soltando aos poucos? Ou então como começar a fazer essas coisas tornar o sexo melhor para os dois?
submitted by tmoura to sexualidade [link] [comments]


2020.11.16 09:23 UninformedImmigrant U wot m8? Estórias de um gajo que se mudou para o UK [Capítulo 5.2: Ética de Trabalho]

Olá amigos!
Hoje vamos falar do que achei interessante na ética de trabalho que encontrei por aqui.
O aviso do costume: a minha perspectiva da ética de trabalho Inglesa é colorida pela relativa peculiaridade da minha experiência: trabalhei a maior parte da minha carreira em equipas muito pequenas e extremamente especializadas, e passei para um "cushy corporate job" numa multinacional gigantesca. Muitas das diferenças que encontro devem-se provavelmente apenas a isto, i.e. se me mudasse para uma multinacional em Portugal notaria algumas das mesmas diferenças. Eu consigo discernir alguns destes casos, mas não prometo que os encontre a todos.

TL;DR

O tempo livre é sagrado

Em todas as minhas posições em Portugal acabei sempre por configurar o e-mail do trabalho no telemóvel. Dava uma olhada à noite e outra de manhã, mas geralmente evitava andar por lá fora de horas a não ser que houvesse alguma emergência. Obviamente, isso levou-me a ser rotulado de "baldas" que nunca prestava atenção. Na empresa onde trabalho agora é proibido configurar o e-mail da empresa em qualquer dispositivo pessoal. Obviamente, o objectivo da medida é proteger propriedade intelectual e não o tempo livre dos trabalhadores, mas o mero facto de ser regra diz muito acerca da ética de trabalho daqui: enquanto estás a trabalhar, estás a trabalhar; quando sais, saíste.
Isto vai naturalmente variar mais ou menos radicalmente de empresa para empresa, mas no meu caso e nos que me rodeiam (e no local onde vivo em geral) nota-se que o tempo livre e o "family time" são algo que é levado muito muito a sério e geralmente respeitado por todos. As lojas fecham relativamente cedo, geralmente trabalham-se menos horas, e há quase uma espécie de "drive" cultural para se aproveitar bem o tempo livre com hobbies, tempo de família ou actividades ao ar livre. Sim, por estranho que pareça e apesar de o tempo aqui ser uma valente merda 80% do tempo, há sempre pessoas nas ruas e nos jardins a disfrutar deles. Sentar na relva a descansar ou a comer, que em Portugal é geralmente mal visto, aqui é comum.
Em termos de qualidade de vida, esta é uma das mais esmagadoras diferenças que sinto em relação ao meu tempo em Portugal: trabalho no total menos tempo e tenho bastante mais tempo livre. Isto liberta-me tempo para os meus hobbies (viz. escrever estas paredes de texto), para falar com a família e, em geral, para descansar. Ainda no outro dia comentava com a Maria que os meus níveis de stress nunca estiveram tão baixos, apesar de agora estar longe da família. Honestamente não noto diferença na produtividade. Na realidade, na maior parte dos dias até me sinto produtivo porque sei que não tenho que fazer tempo, que o dia tem fim à vista assim que acabar tudo o que preciso de ter feito naquele dia.
Naturalmente isto não é tanto uma característica inglesa como é algo que oiço consistentemente de outras pessoas que trabalham fora de Portugal. Parece que nós temos uma queda qualquer para trabalhar horas a mais com produtividade a menos.

Títulos e formalidades

O primeiro impacto que tive quando aqui cheguei foi o talento cru dos meus colegas. Eu venho, lá está, de ambientes de trabalho pequenos, em que eu sou especialista de alguma coisa e questionado menos vezes do que devia; se não houver ninguém com conhecimentos equiparados, é muito fácil levarmos a nossa avante. Isto levava-me a conseguir fazer aprovar ideias que, bem vistas as coisas, são uma boa merda! A discussão entre colegas é extremamente importante, e era uma das coisas que eu procurava com a mudança. Aqui, os meus colegas são extremamente talentosos e competentes, a um nível que nunca tinha visto antes. Isto eleva o meu próprio nível e leva-me a procurar ser melhor, o que honestamente acho muito saudável.
Isto contrasta com outra diferença muito clara em relação à atitude geral em Portugal, principalmente no que toca à academia, que é a formalidade com que se tratam os colegas. Eu trato os meus colegas pelo nome deles, e eles pelo meu. Uns temos PhDs, outros têm só MScs, outros até ainda estão a estudar. Cada qual vale pelo que consegue fazer e pela sua contribuição, e não pelos penachos que traz do passado. Obviamente que há uma hierarquia, obviamente que eu enquanto sénior tenho responsabilidades diferentes dos estagiários e dos managers e dos execs. Mas há uma atitude de derrubar barreiras, de informalizar a comunicação e de agilizar a colaboração que, honestamente, é refrescante.
Um exemplo prático: na universidade onde estudei havia uma senhora da limpeza que estava sempre a limpar o meu laboratório quando eu lá chegava de manhã. Eu aparecia e dizia "bom dia dona Gertrudes (nome fictício), como é que isso vai?" e ela invariavelmente respondia com "vai bem, e o senhor doutor?" Ora eu nesta altura ainda não tinha o PhD sequer (e que tivesse) dizia-lhe sempre "não é senhor doutor, é UninformedImmigrant", e ela recusava-se sempre; parecia que lhe era completamente estrangeiro chamar-me pelo meu nome. Esta atitude infiltra-se por toda a instituição, desde a senhora da limpeza até ao Magnífico Reitor. Há barreiras à comunicação e uma atitude condescendente para com os que compõem os estratos hierárquicos mais abaixo, o que só prejudica o funcionamento da instituição. A hierarquia tem que existir, certo, e cada um tem o seu papel na organização. Mas as camadas têm que conversar entre si e que se entre-influenciar para facilitar os processos naturais da operação.
Isso está completamente patente na empresa onde trabalho. Eu tenho a possibilidade de interagir directamente, informalmente, com pessoas 3, 4 níveis acima de mim na hierarquia e de ver as minhas preocupações, ideias e opiniões levadas a sério. Do mesmo modo, peço feedback aos estagiários acerca de trabalho técnico que até poderia estar fora da esfera deles; mas a opinião ingénua tem muito valor também. Conseguem sinceramente imaginar um professor catedrático a pedir uma opinião honesta a um aluno de licenciatura? A mim custa-me.

O valor da retrospectiva e do processo

Quem se formou em áreas técnicas (engenharias e afins) provavelmente teve uma cadeira de qualidade lá pelo meio e achou aquilo uma valente merda. Source: sou formado numa dessas áreas, tive uma cadeira de qualidade lá pelo meio e achei aquilo uma valente merda.
Quando se chega ao mercado profissional num meio pequeno, na academia ou em start-ups, a qualidade vai janela fora. "Como assim queres passar 2 semanas a afinar isso? Fazes em 2 dias, e se der segue para a próxima." A qualidade do trabalho fica inerentemente limitada pela extrema escassez de recursos. As coisas aparecem feitas com qualidade "suficiente", mas nunca se olha para trás, nunca se aprende com os erros e, acima de tudo, nunca há aquele orgulho de "epa esta merda tá incrível", apenas um conformismo com o "foi o melhor que consegui fazer em 2 dias".
Obviamente que o tempo é um recurso, mas nem tanto ao mar nem tanto à terra.
Uma ferramenta particularmente interessante é a da retrospectiva. De vez em quando, um tipo pára o que está a fazer, idealmente em momentos de natural cadência no trabalho, olha para trás e pergunta "então esta merda que eu ando aqui a fazer, podia ser melhor?" De notar que a pergunta nunca é "isto está bom?" mas sim "o que é que posso melhorar?" O foco não é em avaliar o que foi feito, mas sim em encontrar aspectos que ainda podem ser melhorados, independentemente do sucesso (ou não) anterior. Ora isto foi uma mudança radical para mim, e noto que só por si tem um impacto muito positivo na qualidade e modo de entrega do trabalho. E é extremamente fácil de aplicar e muitas áreas diferentes!
Trabalhar numa equipa maior significa, naturalmente, uma maior carga administrativa e burocrática no trabalho. É simplesmente o preço que temos que pagar pelo trabalho em equipa; por exemplo, os meus colegas têm que ser capazes de pegar no meu trabalho se eu for de férias, logo tem que existir um registo mais ou menos cuidado do que é que estou a fazer e porquê. Eu já sou organizado por natureza, mantenho logbooks, calendários e notas, mas nunca o tinha feito de uma forma colaborativa, nem tinha compreendido o poder dessas ferramentas quando aplicadas para a coordenação estreita de uma equipa.
O tal "processo", a metodologia através da qual organizamos o nosso trabalho individual e em equipa, é a ferramenta que engloba tudo isto e muito mais. É um conjunto de regras que vamos afinando ao longo do tempo, que sabemos que têm um preço em termos de tempo, i.e. que demoram tempo todos os dias a seguir, mas que no cômputo geral da operação nos permitem ser mais eficientes. Eu sinto que falta de processo e de formalidade úteis era das maiores falhas no meu trabalho em Portugal. Claro que na Universidade havia processos administrativos para tudo, mas esses são lentos e inúteis, e no trabalho técnico havia processo a menos (às vezes até por contraste).

A iniciativa enquanto motor de mudança

Quando se trabalha numa equipa giganórmica, há muita adaptabilidade à capacidade de entrega de cada um. Os objectivos são estabelecidos a um nível não-individual, e cada indivíduo entrega como consegue. Obviamente que isto tem consequências a nível de reconhecimento, salários e promoções; por outro lado, uma pessoa não é necessariamente mal vista ou até despedida porque tem uma entrega inferior, menos volumosa ou que requer mais atenção. Simplesmente é um indivíduo diferente com uma contribuição diferente. Ressalvamos, obviamente, os casos extremos.
Há muito tempo intersticial. Quanto mais interacção se requer entre indivíduos ou equipas, mais tempo se "perde" a esperar respostas ou desbloqueios. É simplesmente essa a natureza do animal: ninguém responde instantaneamente, e é impossível prever todos os bloqueios a priori.
Há, portanto, um espectro de "empenho" no qual nos podemos voluntariamente colocar. Eu, por exemplo, faço questão de andar na crista: entregar melhor, mais depressa, com mais visibilidade. Quero ter reconhecimento de todas as partes e ser visto como um profissional de topo. Por outro lado, colegas meus claramente não têm essa ambição; são bons profissionais, sólidos no seu trabalho, mas têm filhos e casas para pagar e mulheres para aturar e já não são novos para correr atrás de certas merdas.
Portanto tomar a iniciativa de nos darmos a certos trabalhos é um factor muito mais relevante do que esperava. Como não tenho todo o tempo ocupado a 100%, posso dar-me ao luxo de fazer pesquisa, de chatear colegas com problemas que para mim são novos, de esmiuçar o processo e encontrar novas formas de resolver certos problemas, e por aí fora. Este tipo de atitude é bem-vinda, e tende a levar a mudanças substanciais. Naturalmente, os autores deste tipo de trabalho são recompensados. Isto leva a um sistema interessante de "build your own job" em que sou livre de seguir mini-projectos de paixão pessoal dentro da empresa, tentando moldar as coisas mais à minha imagem e contribuindo com a experiência que trago para melhorar as condições de todos. É uma boa sensação ver que este tipo de coisa é apreciada e vista positivamente.

Conclusão

Até agora dou a experiência por muito bem sucedida, e considero que aprendi muito. Consegui libertar-me de algumas ideias que trazia fixas (demais) e fazer-me valer de alguns valores que já tinha pensado e interiorizado antes de me mudar. Vamos ver se continua a resultar!
Abraços!
submitted by UninformedImmigrant to portugal [link] [comments]


2020.11.14 07:34 fearaujo7 HOJE É MEU ANIVERSÁRIO

Hoje é meu aniversário, mas não consigo comemorar. Meu cachorro morreu faz pouco tempo, e apesar de eu saber que fiz de tudo por ele, tudo mesmo, ainda sinto que não foi o suficiente. Isso tem pesado bastante na minha vida, desde que ele se foi não consigo dormir, fico triste e quieto a maior parte do tempo, e quase não consigo aproveitar nada nos dias. Praticamente fico o dia deitado. Meu estágio acaba agora em dezembro e aos 30 eu não sei como vai ser daqui pra frente, se vou arrumar um emprego bom, se vou ter como pagar minhas contas. Minha cabeça não para. Eu tô namorando uma mulher muito foda, mas sempre sinto que não tô correspondendo ou que não tô sendo bom o suficiente. Ela me apoia, me ajuda em várias coisas, tá sempre tentando me colocar pra cima, mas tem algo que sempre me puxa pra baixo. Eu não consigo ver meu pai como uma pessoa boa, ou ter o mínimo de afeto por ele, esses dias ele me chamou de burro e babaca por um erro que ele cometeu, nós discutimos e eu até pensei em sair de vez, mas não saio pela minha mãe. Ele já bateu nela uma vez quando eu era mais novo, talvez isso seja um dos motivos pelo qual eu não consigo mais ter afeto por ele. Estou com 30 e não tenho muitos amigos, nem sei se tenho ânimo pra comemorar algo hoje. Minha mãe sustenta a casa praticamente sozinha agora, já que meu pai está desempregado há uns 3 anos e meu contrato do estágio acabou. Ela até quis me dar algo de presente, mas falei que não preciso e que também não quero festa. Gastar dinheiro agora só vai piorar as coisas. Enfim, estou um pouco triste e não sei bem a razão, só queria desabafar mesmo.
submitted by fearaujo7 to desabafos [link] [comments]


2020.11.09 01:07 Khai_Dreams Familia da minha namorada me ajudem pf

Bom vamos começar, eu namoro uma linda e doce jovem, ela é obediente e respeita a familia, mas ai que mora problema, a familia dela é um completo pedaço de merda, todos lá não respeitam ela nem a dão privacidade e muito menos liberdade para viver sua vida (ela tem 18 anos)

Autoridades
As pessoas que mandam lá é """"""""""""""""""""""""""""mãe"""""""""""""""""""""""""""" e padrasto um corno endividado que paga as contas e deve pra agiotas, ele é uma pessoa horrivel que todos lá baixam a cabeça para sua "autoridade" (por que ele paga as contas) e deixam ele fazer oque bem entende, por exemplo não deixar minha namorada sair de casa, sim ela mal pode sair de casa, desliga o wifi em momentos aleatórios do dia, xinga e quase agride as pessoas da familia, se sente na autoridade de mandar e faz isso mesmo

A mãe é uma cadelinha dele que faz oque ele manda pelo dinheiro e deixa ele abusar da familia nesses sentidos, ela faz chantagem emocional com minha namorada, desmerece todo o trabalho que minha namorada faz (quase tudo), mal sabe cozinhar a comida dela sempre esta literalmente queimada e deixa avó com alzheimer gritar e xingar minha namorada de muitas coisas horriveis, a casa está sempre uma imundice e avó dela não toma banho a quase 5 meses (eu n estou zuando, eu fui entrar na casa da vó dela e quase vomitei, tive que sair)

Irmãos

Ela tem 1 irmão mais velho com 22 anos que nunca trabalhou ou estudou, não procura emprego e não faz nada em casa, ele só sai pra jogar bola e coça o saco o dia todo em casa, infelizmente temos o machismo na casa dela que só as mulheres devem trabalhar, então ele é um falido na vida, e tem a filha do padrasto que é a privilegiada que faz tudo o que quer e não recebe punição por nada que faz.

Problemas

Um dos maiores problemas (alem de todos esses) é a falta de interesse da mãe em comprar coisas pra minha namorada, ela usa umas 3 camisas no dia a dia e 2 quando saimos juntos, raramente ela ganha alguma coisa como maquiagem ou coisas basicas como calcinhas e etc, ela é realmente abandonada, como se isso não bastasse o padrasto dela não gosta que ela saia, ou seja, pra ela vir aqui em casa ou sair comigo é sempre um puta sacrificio, muitos problemas, a mãe dela xingando ela, os irmãos n fazendo nada, avó dela sempre gritando com a coitada, e o padrasto em cima de todo mundo, eu acho isso super injusto e não sei muito oque fazer por ela, pra vocês terem uma noção, ela mal pode acender uma luz no quarto DELA que ele reclama e fala pra ela apagar, a gente deixa de viajar e se ver por causa dessas coisas e sempre digo pra ela não ligar pra essas coisas, mas infelizmente ela não tem para onde ir, vir morar comigo ainda não é uma opção e ela mal pode sair pra ir na casa das amigas, eu sou o unico apoio dela e preciso muito da ajuda de vocês pra resolver isso, agora ela arrumou um emprego temporario em dezembro e provavelmente nossos planos te passar o ano novo juntos não vai dar certo, eu preciso muito ver ela esse mês pelo menos (a gente sempre se ve pessoalmente 1 vez por mês) mas a familia dela ta implicando muito, vocês poderiam me ajudar?

Não sei se expliquei bem, mas sempre tem todo um contexto gigante por traz e é muito dificil explicar cada detalhe por memória ou até privacidade, desculpem os erros de português
submitted by Khai_Dreams to desabafos [link] [comments]


2020.11.06 14:41 HuelandThrowaway Análise da eleição municipal de São José dos Campos, São Paulo

O post abaixo foi escrito por mim. Apesar de conter informações que podem revelar a minha identidade, só umas 10 pessoas poderiam saber quem escreveu com as informações dadas. Ele tem como objetivo informar as pessoas da cidade, então se conhecer alguém de SJC por favor compartilhe com essa pessoa. O meu posicionamento político vai ficar bem claro mais ao final do texto, mas sem spoilers.

Resumão de candidatos à prefeitura de São José dos Campos
By Eu.

Nessa eleição, temos 11 candidatos a prefeito. Como ninguém tem tempo para ver o que cada um propõe, estou fazendo esse resumo a quem quiser ler.
A análise a seguir foi feita por mim, baseada em conhecimentos prévios e nas entrevistas de cada candidato encontradas aqui: https://www.meon.com.bnoticias/rmvale/eleicoes-2020-confira-as-entrevistas-em-video-com-os-candidatos-a-prefeitura-de-sao-jose-dos-campos

Coronel Nikoluk, Partido Liberal (22)
Parece uma candidata decente. Direita tradicional focada em família, valores, gerar emprego e segurança pública.
Ela promete foco em saúde preventiva como um jeito de aumentar a eficiência da saúde pública.

Dr. Cury, Partido Socialista Brasileiro (40)
Ele promete zerar a fila de atendimento dos hospitais, mas não fala em como. A impressão que dá é que ele acha que "é só cobrar mais que acontece", mas também fala em dar vouchers a quem não for atendido em até 14 dias. Caralho mano, eu vivi pra ver partido socialista querer privatizar serviço público. De saúde ainda por cima. Hora de reiniciar a simulação porque já começou a bugar.
Na educação ele quer escola integral para todo mundo, para ensinar "tudo", seja lá o que isso for. Me cheira a mais gastos para pouco ganho, e a certeza de doutrinação. Talvez não no mandato do Cury, até porque não quero acusar ninguém, mas eventualmente será usado pra isso. Eu não confio no prefeito de 2024, até porque não sei quem vai ser.

Felício Ramuth, PSDB (45)
O atual prefeito.
Proposta de saúde: jogar dinheiro no problema. A primeira coisa de que ele se gaba é ter aumentado a verba, ao invés de falar em melhoria de resultados. Isso me faz pensar que não houve melhoria, e que o dinheiro foi jogado fora. Afinal, se houvesse melhoria é disso que ele estaria se gabando.
A ideia dele de gerar emprego também é torrar dinheiro. Dar dinheiro pra empresas que contratarem pessoas, e fazer a prefeitura contratar jovens de 16-19 anos desempregados.
Não é à toa que esse foi o prefeito que triplicou a dívida do município em um mandato só.
Também é o cara que criou a ponte mais inútil da história. Toda vez que eu passo perto tem entre zero e um carro na ponte, enquanto as outras faixas continuam tendo o trânsito de sempre. Foi um ano de construção de ponte, de faixas sendo interditadas para estacionar concreto, de semáforo mudando de lugar, tudo pra uma ponte que até o Felício está com vergonha de ter feito e nem mostra no horário eleitoral dele. E o mais importante: a ponte foi feita por uma empresa que está proibida de fazer obras para o governo federal devido a envolvimento em esquemas de corrupção.

João Bosco, Partido Comunista do Brasil (65)
Outro que acha que emprego = jogar o seu dinheiro na mão de todo mundo. Além disso ele quer atrair grandes empresas, o oposto do que os outros candidatos tem proposto de gerar emprego através de micro e pequenas empresas.

Luiz Carlos, Partido Trabalhista Cristão (36)
Fala em gastar "somente em obras necessárias" e define saúde e educação como prioridades.
Gostei quando ele falou em terminar obras paradas "porque a obra parada é a obra mais cara que existe". Falou certo, e diga-se de passagem que essa também tem sido uma das bandeiras do Bolsonaro a nível federal. Além disso ele quer que todas as obras tenham um seguro de término de obra, algo que até onde eu sei já é obrigatório em vários países desenvolvidos.
Ele quer a construção civil como carro-chefe da criação de empregos. Por um lado parece um bom plano já que esse é um setor que gera muitos empregos. Por outro, lembro de uma vez que eu conversei com um empresário do ramo e ele disse que "quando a economia vai mal a construção é o primeiro que sente e o último que se recupera", já que é preciso muito dinheiro e uma boa perspectiva de futuro para se construir algo. Nada pior que gastar centenas de milhares, ou milhões, em um prédio e ele ficar vazio pagando IPTU.
O candidato Luiz Carlos também quer investimentos em rede de esgoto e mobilidade urbana. Esgoto é uma questão clássica que ninguém quer investir porque não dá visibilidade ou voto. Mobilidade urbana é um chavão conhecido, mas eu gostei da proposta do candidato de fazer pesquisas para ver onde há mais demanda (algo que não é feito atualmente) para adequar a oferta de transporte público. Típico investimento barato que faz resultados perceptíveis.
No geral parece um candidato bom. Não ter nenhuma proposta absurda já é um diferencial, e ideias focadas em custo-eficiência são sempre bem vindas.

Marina Sassi, PSOL (50)
Inspirada pela morte da Marielle e pelo #Elenão, a Marina veio para acabar com as grandes empresas que controlam essa cidade. Parece sátira, mas não é.
Ela quer abrir novos concursos para 300 médicos e enfermeiros, sem explicar por que eles são necessários.
Também quer mais concurso para professores, para que os professores que são grupos de risco de covid não precisem dar aulas. Além disso ela quer diminuir o número de alunos por sala. Como? Contratando ainda mais professores. Antes tu tinha um professor com 40 alunos, agora vai ter o professor afastado (ainda recebendo é claro) e dois novos pras turmas de 20 alunos. Promoção da educação: Pague 3 leve 1!
"A iniciativa privada não tem como responder à demanda da maioria da população (por empregos)". Mano. Pensa numa cidade que todo mundo fica pendurado nas tetas do governo. Esse imposto vai vir de onde?
Além disso ela quer uma "renda básica solidária" com "só 1% do orçamento", ou seja, uns 30 milhões por ano. Para "acabar com a miséria de 17 mil pessoas". Ou seja, 147 reais por mês por miserável. Sem juízo de valor aqui, estou só fazendo a conta. Deixo a cada um que decida se isso é muito ou pouco.

Professor Agliberto, NOVO (30)
O criador do Parque Tecnológico e do Banco do Empreendedor, o Agliberto pretende cortar cargos de confiança, economizando cerca de 50 milhões por ano. Só essa medida, em só um mandato, corta uns 20-25% da dívida do município.
Além disso, ele quer criar o "cartão saúde" e o "cartão educação". Basicamente ao invés de ir pra rede pública tu se trata ou estuda na rede privada e joga a conta pra prefeitura. Também conhecido como terceirização, especialização ou programa de voucher, é uma ideia liberal antiga que sempre deu certo onde foi utilizada. A prefeitura vai gastar menos pra dar um atendimento melhor.

Raquel de Paula, Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado (16)
A vice-presidente do sindicato dos correios.
"Chega da burguesia decidir o rumo da vida daqueles que constróem a riqueza"
A candidata está triste que existe saúde privada, e ela quer estatizar a saúde e o transporte público. Não, não é sátira. Ela também quer acabar com a terceirização no serviço público.
Caralho. É a única candidata até agora que não quer um papel da iniciativa privada, por mais secundário que seja, na retomada dos empregos. Vou dar uma dica aqui: TODOS os empregos, 100% deles, vem da iniciativa privada. Ou por serem empregos privados, ou por serem funcionários públicos mantidos por impostos da iniciativa privada. Quem não entende isso não merece nem o voto da própria mãe.

Renata Paiva, Partido Social Democrata (55)
Outra candidata que promete zerar a fila do atendimento na saúde, porém com a estratégia de contratar mais médicos e fazer mutirões. Ela quer um hospital para velhos, um para mulheres, um para jovens, um para deficientes, etc. E além disso quer especialistas mais próximos da população, ou seja, tacar um oncologista em cada bairro mesmo se não houver demanda. Haja vontade de contratar um monte de médico pra não fazer nada.
A proposta boa da candidata é focar no ensino técnico acoplado ao ensino médio, pois realmente faltam cursos técnicos no Brasil

Senna, PSL (17)
Propostas: reduzir gastos, reduzir cargos comissionados e secretarias, criar colégios públicos militares, o "médico na praça" (projeto para mandar carretas com médicos e equipamentos a locais públicos para desafogar os hospitais), auditar todos os contratos da saúde, e abrir o mercado de transporte para a concorrência.
Todas são propostas boas. Só tem um probleminha: é o Senna.
Senta que lá vem a história. Estava lá eu, membro fundador do Vem Pra Rua de São José dos Campos, em uma manifestação do Vem Pra Rua, quando vejo um homem e uma mulher com cara de políticos gravando uma live no nosso evento. Até aí nada de errado, todos são bem vindos. Por pura curiosidade chamei o homem de lado para perguntar quem eram, e ele ficou agressivo. Começou com aquela "por quê, a gente não pode? É ou não é pra vir pra rua?", colocando palavras na minha boca para tentar arrumar briga. Depois de desescalar a situação, eu perguntei para outra fundadora do VPR quem era "aquela mulher com o segurança agressivo", e ela riu. "Aquele 'segurança' lá é o Senna, ele só gruda na Letícia Aguiar porque quer ser prefeito. Ignora e só não deixa eles subirem no carro de som."
Na semana seguinte houve uma manifestação, se não me engano do Movimento Conservador, e lá estava uma faixa "Chupa Senna", bem alto no carro de som. Perguntei para um dos organizadores o motivo da faixa, e imaginem a minha (falta de) surpresa quando falaram que o Senna havia se juntado abertamente à ala antiBolsonaro do PSL.
E agora o ser tenta juntar a sua imagem à do Bolsonaro para virar prefeito.
As propostas do candidato são boas? São. Mas o candidato em si é apenas um aproveitador, que se junta a quem estiver por cima conforme a conveniência. O tipo de pessoa que puxa briga com aliados naturais só para chamar atenção não serve para a carreira política.
Se o Senna implementar qualquer proposta, se é que vai tentar, será mal feita para se adequar a demandas da oposição, ou largada pela metade quando não for mais conveniente. Senna prefeito trará nada além de uma má fama a ideias boas, e aí ficaremos décadas sem elas.
Eu, que em 2013 já gritava "Bolsonaro presidente 2014", e fiz parte de três movimentos liberais antes
de vir para o Vem Pra Rua, voto no PT antes de votar no Senna.

Wagner Balieiro, PT (13)
Promete: retomar o crescimento, até aí normal. Reduzir a tarifa do tranporte público, o que é estranho já que o último prefeito do PT a aumentou na primeira semana. E criar uma "moeda comunitária", ou seja, sair dando dinheiro de graça.
Ah, e a parte de reduzir tarifa de transporte? Ele que fazer isso na base do subsídio. Ou seja, você não vai pagar 5 reais de passagem. Vai pagar 3 de passagem e 2 de imposto. Muito melhor né?

Ranking final:
1º lugar Agliberto (30). O melhor candidato, de longe. Agliberto traz ideias novas por aqui porém que já funcionam ao redor do mundo, vai cortar gastos desnecessários, e tem respeito pelo seu dinheiro.
2º lugar Coronel Nikoluk (22). Candidata conservadora clássica, com foco nas funções essenciais do Estado e sem querer inventar moda.
3º lugar Luiz Carlos (36). Outra opção sólida, que fala sem enrolar e quer fazer o que precisa ser feito, nada mais e nada menos.
4º lugar Dr. Cury (40). Vivi pra ver socialista defender privatização da saúde. Só isso. Mas a escola integral ele pode enfiar no cu.
5º lugar Voto Nulo (69). Todo mundo sabe que o voto nulo é infinitamente superior ao voto em branco, mesmo depois que a urna eletrônica nos privou dos melhores candidatos do partido nulo.
6º lugar Voto Em Branco. É tipo o voto nulo, mas com menos criatividade e mais racismo.
7º lugar João Bosco (65). Um torrador de dinheiro sem nenhum diferencial notável.
8º lugar Renata Paiva (55). A candidata de quem acha que a prefeitura tem dinheiro infinito e só não resolve os problemas porque não quer.
9º lugar Felício Ramuth (45). Se ele não tivesse triplicado a dívida do município estaria bem mais alto na lista, mas tendo visto um governo dele ninguém quer um segundo.
10º lugar Marina Sassi (50). Típico caso de pessoa que quer acabar com a pobreza sem criar riqueza. A história mostra que isso não dá certo, muito menos para os pobres que ela afirma defender.
11º lugar Wagner Balieiro (13). Petista fazendo petisse, vai jogar o custo das coisas de você pra você mesmo e tentar se pintar de bonzinho durante o processo. E todo mundo se lembra do último prefeito do PT, aquele que foi impeachado.
12º lugar Raquel de Paula (16). Acha que a iniciativa privada não serve pra nada, todo mundo é incompetente menos a prefeita que se acha deusa.
13º lugar Meteoro Esmagador Destruindo a Terra. Por que às vezes a destruição mundial é o menor de dois males.
14º lugar Senna (17). O 14º colocado entre os 11 candidatos, merecidamente. Se um esquerdista faz merda a culpa é da esquerda, e se um oportunista fantasiado de direita liberal fizer merda vai sobrar pro resto da direita e dos liberais.

Quanto a vereadores, honestamente não importa muito. Tem todo um método do cálculo eleitoral, e no fim das contas a única coisa que importa é a legenda na qual você votou. Então mete o número do partido que você quer, ou escolhe um candidato que você gosta um pouco mais que os outros.
Pessoalmente vou votar no Bruno Wallace (30111), que se Deus quiser vai ser o vereador mais novo da história de SJC. O garoto tem 18 anos, faz parte do NOVO e do Vem Pra Rua, e o mais importante: tem as ideias certas de como levar a cidade pra frente.
submitted by HuelandThrowaway to brasilivre [link] [comments]


2020.11.04 23:48 Dark_Sky_Blue Sindica do meu prédio estar sendo perseguida por um morador que intimou ela por causa de uma taxa extra

Gente é minha primeira vez postando aqui e preciso de ajuda para lidar um Imbecil.
A sindica do meu condomínio( que é minha mãe, então isso é bem pessoal) recebeu hoje um Mandado de Citação e Intimação convocando-a para uma sessão conciliatória no dia 09 de novembro.
O que estar acontecendo é q três moradores, dois dos quais ela nunca nem viu nas reuniões e assembleias do prédio, estão alegado que uma taxa extra referente ao 13 salario dos funcionários foi imposta de forma ilegal e arbitraria pela sindica, o PORÉM, é que essa decisão foi feita e aprovada em uma assembleia, em setembro, e até um desses moradores estava presente e assinou.
Gente, acontece que não é nem a primeira ou quinta vez que essa Morador 1(Vou chamar ele de Imbecil aqui) acusa ela de alguma coisa, para citar algumas ele já reclamou que os funcionários tinham TV na portaria, das reformas, como câmeras, portal elétrico, caixa de agua.
Ele já acusou ela de desviar dinheiro do condomínio, foi de porta em porta para fazer moradores assinarem um abaixo assinado para prestação de contas, o que não é necessário já que você pode só solicitar.
O que acontece é que moramos em um prédio velho, praticamente todo mundo se conhece a anos ou décadas. Nós, eu e minha mãe, chegamos em 2018, algum tempo depois, meses acho, ela foi pedida para ser sindica pela a antiga, que estava com alguns problemas de saúde. Desde do inicio ela notou que pelo prédio ser velho, por volta de 1930 ou 40, estava precisando de reparos, desde do elevador, que fica dando problema direto, a pintura, acabamento dos pisos e paredes.
É realmente chocante se você comparar as mudanças de antes e depois, mas é claro que tudo isso custa dinheiro e foi preciso de taxas extras. E ela até teve que botar o próprio dinheiro para evitar que a agua ou luz fosse contata por causa de atrasos de pagamento. O Imbecil estar pegando no pé dela desde daquele tempo, ele já foi sindico e diz as más línguas que dinheiro desapareceu na época dele.
Mas o fato é que antes da minha mãe o prédio estava em péssimas condições e com uma divida de mais 5 mil reais, algo que vem diminuindo de pouco a pouco por causa das taxas, mas que ainda é um problema, então sendo bem sincera nem dinheiro aqui tem para roubar.
Tem muita coisa ainda nessa historia, mas resumindo, no documento estar dizendo que NÃO HOUVE assembleia para a aprovação da taxa extra, o que É MENTIRA, já que tem atas, assinaturas e tudo, porém no documento eles disseram que por causa da pandemia que não teve reunião.
Primeiro quero saber se porque teve reunião, que foi exigida pelo Imbecil, ela pode ter problemas com isso, já que até 30 de outubro as assembleias tinham que ser virtuais.
E segundo, eu estou cansada de ser minha própria mãe sendo perseguida pelo Imbecil, é irritante e honestamente errado, essa mulher nunca roubou um grão de arroz na vida dela e esse cara estar fazendo da vida dela um inferno porque? Porque ela é uma sindica melhor em um mês do que eles foi durante anos?
Ah só para esclarecer ela tem provas e testemunhas de tudo que aconteceu, mas quero saber se existe algo que possa fazer ele parar de perseguir ela.
submitted by Dark_Sky_Blue to ConselhosLegais [link] [comments]


2020.11.04 18:00 PolylingualAnilingus Eleições 2020 - confira neste post as principais propostas dos três candidatos à presidência do Corinthians

Boa tarde, nação corinthiana do Reddit. Estamos fazendo este post para deixar mais claras as propostas (já postadas em posts separados) dos três candidatos à presidência, sem precisar ir a outro site ou ver vários posts diferentes.
Aqui seguem as propostas dos 3 candidatos, em ordem alfabética.
____________________________________________________________________________________________________________

Augusto Melo:

1 - Gestão Meritocrática

Criar um plano com metas e objetivos. Gerir o Corinthians de forma clara, objetiva, profissional e organizada, com responsabilidade com os ativos financeiros, físicos, tecnológicos e humanos.
Administrar o clube para orgulho de cada corintiano, com uma visão de futuro e de vanguarda. Ter profissionais qualificados nas áreas e com perfil vencedor.

2 - Financeiro

Recuperação da credibilidade financeira e moral. Apresentar os ativos de valores da marca e de sua torcida e o seu grande potencial financeiro para toda e qualquer ação.

3 - Jurídico

Ter uma equipe profissional de grandes advogados especialistas em áreas distintas, que blindem o Corinthians.
Contratar especialistas nas áreas de: compliance (conformidade), trabalhista, esportivo, empresarial e recuperação de créditos.

4 - Clube social

Desenvolver uma administração independente para o clube social, com gestão de custos e gastos para torná-lo autossustentável. Aumentar o número de associados com atrações que o clube possa dispor, decorrente da excelente localização que se encontra.
Modernizar o clube e criar uma referência de espaço multiuso para os sócios de forma autossustentável juntando conveniência, diversão, segurança e entretenimento aos sócios e aos corintianos.
Criar uma rede de hotéis do Corinthians, começando pelo clube e depois no CT, adotando o sistema "timeshare", que dá a garantia ao Corinthians de ter receita mesmo em baixa temporada de férias ou eventos. Oferecer clube, parque, shopping e hotel num único espaço.
Trabalhar para fazer com que a mulher tenha maior participação na vida do clube, como o direito ao voto do sócio 01, por exemplo.

5 - Arena

Transformar a Arena numa grande fonte de espetáculos e de atrações comerciais e corporativas, transformando-a num grande polo esportivo, cultural e de entretenimento de São Paulo.
Restabelecer o domínio administrativo e financeiro da Arena. Revisar e renegociar os acordos vigentes.
Todos os jogos na Arena serão um espetáculo.

6 - Futebol

Desenvolver um departamento de futebol do clube vencedor, com administração séria, transparente e competente. Os atletas que vierem a jogar no Corinthians serão valorizados por toda a estrutura profissional em que estarão inseridos e, por isso, serão cobrados também pelo profissionalismo esportivo e de conduta. Um time forte se faz com atletas fortes e com planejamento pautado nos resultados, esportivos e financeiros.
Será oferecida uma gestão de marca e curadoria aos jogadores. Desenvolveremos e manteremos novos ídolos para o Corinthians. Teremos um time de futebol montado com verdadeiros guerreiros e que jogarão com o ímpeto de vencedores.
Na base, desenvolver o departamento com efetiva formação de atletas. Já no futebol feminino, ser referência esportiva, administrativa e de marketing. Utilizar premissas de desenvolvimento do futebol masculino no feminino.
Nas negociações, ter critérios pré-estabelecidos que serão rigorosamente cumpridos, satisfazendo os objetivos do atleta e do Corinthians, não dos empresários.
O time irá treinar no clube social uma vez por mês. A sirene do Parque São Jorge será tocada nas apresentações dos jogadores.
Queremos ser referência também nos departamentos de estatística, médico, de fisiologia e fisioterapia esportiva.

7 - Ingressos

O valor do ingresso será congelado durante um ano. Crianças abaixo de oito anos não pagarão ingresso. O programa Fiel Torcedor será aprimorado e com de abrangência nacional. A cada jogo do Corinthians, uma família que nunca assistiu a uma partida do time será beneficiada com uma ida ao estádio para acompanhar o espetáculo.

8 - Corinthians Solidário

Em todos os jogos mil ingressos serão disponibilizados para pessoas carentes.
A cada partida os torcedores poderão entrar numa plataforma e assinalar quantas cestas básicas eles doarão para uma entidade assistencial a cada gol marcado pelo Corinthians. Esta promoção faz com que, a cada jogo, seja criada uma “Bolsa de Apostas do Bem”.

9 - Shows e eventos

Será criado um calendário de eventos para o clube. No Parque São Jorge, serão realizados shows a preços populares. Na Arena, grandes eventos.

10 - Institucional

Reestruturar todo o projeto de iluminação do clube, batizado de "Projeto Lampião", nome inspirado na história de criação do Corinthians.
Enaltecer os ídolos que escreveram a história de conquistas e vitórias do Timão.
Desenvolver uma metodologia de incentivo aos esportes amadores do Corinthians, valorizando futuros atletas e incentivando a prática do esporte em suas diferentes modalidades e características, com incentivos fiscais federais e estaduais.
Pensando nos jovens, o Corinthians terá uma das mais importantes e modernas arenas de e-sports do Brasil.
Construir o Hospital Dr. Sócrates no Parque São Jorge e desenvolver clínicas de exames e primeiro atendimento.
Criar a "Salve", operadora de telefonia própria do clube, além de uma uma rede social própria do clube e uma plataforma digital de transmissão por streaming de conteúdo audiovisual por demanda. A programação da televisão contará com conteúdo jornalístico, esportivo e filmes.
Inaugurar a Corinthians Academy, uma plataforma de educação e intercâmbio do Corinthians através do futebol, compartilhamento das metodologias esportivas e de gestão do clube.
Desenvolver uma aliança junto a uma grande instituição internacional, com o compromisso para o ensino da língua inglesa para todos os jogadores que estiverem na base do Corinthians.
Realizar uma vez por mês uma reunião com os torcedores para discutir novas ideias através da perspectiva e experiência de quem vive o dia a dia e acompanha o time em todos os jogos.
Criar a "Fiel Cap", título de capitalização do Corinthians, um produto financeiro/filantrópico que premiará a torcida e destinará parte da arrecadação à Cruz Vermelha.
_________________________________________________________________________________________________________

Duílio Monteiro Alves:

1 - Clube social

O clube precisa ser um espaço que contemple todas as idades da família corintiana, com segurança, serviços de qualidade, valores acessíveis, boa infraestrutura, esporte, cultura e lazer. Para tanto, como sócio, frequentador desde o berço e profundo conhecedor dos anseios dos associados e das dificuldades do clube, baseamos a gestão do clube social em quatro pilares essenciais: Estrutura, Social/Lazer, Esportes e Tecnologia.
Com base nesses pilares, elaboraremos um Plano Diretor para padronizar a identidade do clube e permitir seu crescimento planejado e dentro da legislação. Vamos modernizar a academia e o parque aquático, ampliar as vagas de estacionamento e criar novas atrações voltadas para as crianças e os adolescentes, como skate (cuja pista foi recentemente inaugurada), BMX e e-Sports, além de incentivar os times Masters do clube. Também implementaremos a segunda fase do projeto de Wi-Fi para os sócios e a entrega das novas funcionalidades do sistema de gestão da secretaria do clube, que facilitará o contato com os associados.

2 - Gestão de esportes olímpicos e amadores

O foco nas modalidades esportivas que vão além do futebol profissional seguirá forte. A intenção é que o Corinthians se estabeleça cada vez mais como um clube formador, em diversas modalidades, tanto no esporte amador quanto para os sócios. E que os esportes sejam, em breve, autossuficientes. Para isso, criaremos um braço específico do departamento de marketing/comercial que trabalhe parcerias de investimento para as modalidades dos diversos esportes praticados no clube, buscando patrocínios, incentivos a intercâmbios, comunicação, promoção e divulgação nas redes digitais do clube. O objetivo é fazer com que os demais esportes sigam o exemplo do que temos hoje com natação, basquete e futsal, que possuem todas as categorias de formação de atletas – para que, assim, o clube possa contar com o atleta que forma, além de evitar perdê-lo para outros clubes. Paralelamente, iremos manter o fortalecimento das seleções associativas, de modo que o sócio possa continuar treinando e participando, sem perder espaço para o atleta de alto rendimento.

3 - Futebol profissional

O Corinthians tem obrigação de disputar títulos todos os anos. Essa certeza me orientou desde quando participei da montagem do time que ganhou o Brasileiro de 2011, a Libertadores e o Mundial de 2012. As taças da última década criaram uma cultura de vitórias, da qual não podemos abrir mão. Tivemos um tri paulista e campanhas sólidas na Copa do Brasil de 2018 e na Sul-Americana de 2019, fomos vices no Paulistão neste ano. Embora não estejamos satisfeitos com os resultados mais recentes, é preciso reconhecer que a atual gestão deixará uma estrutura profissional, em todos os sentidos. Os setores estão consolidados: teremos uma comissão técnica experiente; um elenco com talento e jovens promissores, que evoluirão para um encaixe no futuro; um Centro de Inteligência operante; um CT sem igual no Brasil; uma base forte e totalmente estruturada com seu novo CT, além de uma das Arenas mais modernas do mundo. O time sub-23 cumprirá um papel fundamental: ele dá rodagem e acompanhamento próximo a meninos da base no último estágio da maturação, como ocorreu com Roni, Raul e Xavier, além de abrigar a captação de talentos mais tardios. O desafio é aprimorar para continuar ganhando.

4 - Futebol de base

A formação de atletas exige investimento a longo prazo, olhar apurado e paciência com os processos. A atual gestão continuou a otimização da base, que foi competitiva em todos os campeonatos, revelou talentos que reverteram lucro, como Pedrinho e Carlos, e retorno esportivo, como Mantuan, Lucas Piton, Roni e Xavier no time principal. O próximo passo é ainda mais importante: com a entrega do CT da base neste ano, vizinho ao CT profissional, o Corinthians traz um incremento definitivo à formação e à transição desses jovens para o time adulto. Em 2021, finalizaremos o alojamento que receberá 160 jovens, com conforto para os atletas e confiança para as famílias que muitas vezes optavam por outros clubes devido ao custo do transporte, à moradia distante, à falta de segurança, entre outros aspectos, além de permitir ao Corinthians acompanhar esse atleta mais de perto e orientá-lo no seu crescimento como atleta e cidadão. Iremos ainda implantar as tecnologias de ponta utilizadas com os profissionais também na base, auxiliando no acompanhamento do desempenho, no aprimoramento do desenvolvimento dos jovens e na captação de novos talentos. E para garantir que isso se torne realidade, faremos com que os dois departamentos trabalhem ainda mais próximos e em sintonia, acompanhando e participando pessoalmente de todo o processo.

5 - Futebol feminino

O time feminino do Corinthians é mundialmente reconhecido como um caso de sucesso, graças ao trabalho incessante da diretora Cristiane Gambaré com apoio do presidente Andrés Sánchez. Motivo de enorme orgulho da nossa torcida, ninguém discute hoje que a evolução da modalidade no Brasil e na América do Sul passa, obrigatoriamente, pelo Corinthians. Renovamos nosso compromisso de consolidar o nosso futebol feminino entre os melhores do mundo, contando com talentos de seleção brasileira, como Lelê, Tamires e Andressinha. Nos próximos anos, o futebol feminino também será um laboratório de inovação, dentro e fora do gramado, promovendo, cada vez mais, as histórias de superação, dedicação e enorme talento das nossas meninas e aproximando o clube de um novo perfil de torcida, dedicada à modalidade.

6 - Gestão financeira e governança

Como a capacidade de geração de caixa do nosso clube é gigantesca, precisamos adotar as melhores práticas de gestão, ter profissionais capacitados e fazer uso de ferramentas que nos possibilitem equilibrar as finanças e garantir fluxo de caixa positivo. A disciplina financeira será um objetivo a ser perseguido com elaboração de orçamentos, fluxos de caixa projetados e políticas internas de gastos e investimentos. Tudo alinhado a planejamento estratégico com foco em atender as demandas de nossa imensa torcida e de nossos sócios. Para nos ajudar nesse desafio, estamos alinhando procedimentos com uma das quatro maiores consultorias de gestão do Brasil e do mundo. Trata-se de um investimento que certamente nos ajudará a implementar e perpetuar processos e procedimentos que trarão importante retorno estratégico e financeiro. Governança é algo em que iremos também investir permanentemente para proteger e impulsionar nosso clube. Já estamos sob as regras do Estatuto Social e de outras diversas que precisam ser respeitadas de forma irrestrita, além de constantemente revisadas e aperfeiçoadas. Vamos incentivar o estreitamento das relações com todos os poderes do clube, como Diretoria Executiva, Conselho Deliberativo, Conselho Fiscal e Conselho de Orientação. Na seção “Transparência” do site do clube vamos publicar os balancetes mensalmente, além de todos as demais demonstrações financeiras acompanhadas por relatórios de auditores.

7 - Inovação, comunicação e marketing

A transformação digital do clube exige o cumprimento de uma missão: colocar o nosso torcedor no centro do ecossistema corintiano. Para isso, nossa estratégia é buscar uma interação total clube-torcedor, por meio de um aplicativo de celular fácil e ágil: a ideia é que o ingresso, o gol e até a cerveja da Arena estejam à distância de um clique. Mas a ambição não fica restrita à experiência na Arena: seja para a geração de conteúdo engajador em todas as nossas plataformas, seja para conceber produtos e serviços de real impacto no torcedor, seja para executar um programa de nacionalização e internacionalização do clube a sério, tudo isso exige criar uma relação de intensa intimidade entre clube e torcedor. Todo corintiano importa, esteja ele em Corumbá ou em Yokohama, e nossa gestão tem que garantir que o exercício da paixão corintiana seja pleno em todos os momentos e lugares.

8 - Transformação comercial

Nosso objetivo é aumentar a receita comercial em 50% nos próximos três anos, uma ambição que exige muito mais do que simples venda de patrocínios. É preciso acoplar um misto de microscópio com mira laser em todas as ações comerciais do futuro. Primeiro, criaremos um grupo profissional e verticalizado com foco na geração de parcerias comerciais de valor real para torcedores, parceiros e clube. Depois, combinaremos as ferramentas mais modernas de gestão comercial, como Big Data e Inteligência de Mídias Sociais, com outras já presentes no clube, como o CRM e monitoramento de valor de marca em mídia, a fim de ampliar o alcance dessas ações. O caminho é unificar as bases de dados de torcedores e consumidores, entender seus hábitos de consumo e interpretá-los estrategicamente para o aumento de receita.

9 - Fiel Torcedor

O aprimoramento do nosso programa Fiel Torcedor será uma das nossas maiores prioridades nos próximos três anos. Queremos triplicar a base de associados, e isso significa tornar o Fiel Torcedor atraente a todos, independentemente de onde morem. Como fazer isso? Bom, a gestão atual já investiu numa interação mais direta: o Fiel Torcedor já faz perguntas nas entrevistas coletivas, sejam elas de imprensa ou reservadas aos fiéis-torcedores. Tudo isso será intensificado. Os próximos passos são claros: além dos benefícios tradicionais, como desconto nos ingressos e nos produtos licenciados, haverá acesso a conteúdos exclusivos, experiências únicas no CT e na nossa Arena, participação em jogos e competições com distribuição de prêmios e brindes, prioridade no recebimento de notícias. Enfim, será um caminho para viver a paixão corintiana de forma privilegiada.

10 - Arena

Iremos transformar nossa Neo Química Arena no centro vivo da paixão corintiana. O acordo dos naming rights, combinado com as negociações avançadas para a quitação da Arena, nos permitem projetar uma geração de novos recursos ao clube já no primeiro ano da gestão. Cumprindo sua vocação de equipamento central da Zona Leste, iremos trazer um hotel (já em negociação), um espaço de coworking (já em negociação), tirolesa (fase de contrato), um restaurante no 4º andar (contrato já assinado) e novos bares nos setores Leste/Sul. Outros planos incluem a realização de inúmeras ativações em datas diversas além dos dias de jogos em parceria com a Neo Química, com shows e eventos culturais. Por fim, queremos criar uma incubadora de empreendedorismo digital, o Hub Fiel, a fim de incentivar projetos tecnológicos, os quais o clube terá prioridade na aquisição.
____________________________________________________________________________________________________________

Mario Gobbi:

1 - Saúde financeira

Como é de conhecimento público, a situação financeira do Corinthians é gravíssima e praticamente pré-falimentar. Então, a recuperação das finanças, bem como da credibilidade do clube, será prioridade. O projeto para esta área é bastante complexo, como teria que ser face à complexidade dos desafios e oportunidades de um clube como o Corinthians. Mas ele passa essencialmente pela gestão eficiente do fluxo de caixa do clube. Temos que equilibrar as contas, voltar a gastar dentro do que o clube arrecada, mas, além disso, buscar o crescimento desta arrecadação, gerando recursos para investir no futebol e nas outras importantes iniciativas do clube. Entre os principais pilares do projeto da área financeira, além de prováveis cortes de custos e da readequação de processos internos que a auditoria de uma das big four\* (Deloitte, Ernst & Young, KPMG e PricewaterhouseCooper) irá nos mostrar, temos um plano de criação de fundos de investimento, feito por um renomado profissional da área e com passagens por grandes instituições brasileiras e internacionais. Em três anos, quero entregar o clube saudável financeiramente e com o caminho trilhado para ocupar o seu devido lugar: o protagonismo permanente no futebol mundial. \Quatro principais empresas de auditoria do mundo.*

2 - Credibilidade

O Corinthians vive uma crise profunda de credibilidade com a sua torcida, que é o principal patrimônio do clube, e com o mercado. Para reconstruirmos esta credibilidade, temos um grande projeto administrativo que, resumidamente, contemplamos: realização de uma auditoria geral em termos de processos administrativos e financeiros, recursos humanos e sistemas de informação; um plano de governança corporativa, gestão de riscos associados e compliance; remodelamento dos processos de aquisições e suprimentos, após diagnóstico dos processos atuais envolvendo seleção, contratação e gestão de fornecedores; reestruturação da área de recursos humanos; revisão da tecnologia e sistemas utilizados em termos de integrações, automação e inteligência de mercado; e atuação na área de patrimônio e controle de obras. Todas as ações, que podem ser conhecidas com muito mais detalhes no site da Reconstrução Corinthiana, certamente colocarão o Corinthians em condições de recuperar a imagem positiva perante a sociedade, incluindo credores, fornecedores, comunidade esportiva, poder judiciário, sócios e torcedores.

3 - Arena Corinthians

O projeto para a Arena Corinthians é grande e todos os pontos podem ser consultados no programa completo. Alguns que cito aqui são: a total profissionalização dos quadros de profissionais do estádio; a transformação em uma Arena multiuso com o objetivo de ampliar drasticamente o número de dias utilizados; e que tenha separação de custos do clube afim de que opere por meios próprios, sob comando do clube.
Algumas das propostas são: aumentar a ocupação do estádio com estratégias de inclusão dos corinthianos de camadas sociais menos privilegiadas, aumentar previsibilidade e garantia das receitas de bilheteria através da implantação do Season Tickets, aumentar quantidade global de compradores de ingressos, internalização da venda de ingressos e programa de relacionamento, ingressos subsidiados para a comunidade, melhorar a experiência “Corinthians” no estádio para todos, análise de Dados, CRM e BI, adequação das faixas de precificação, melhoria e desenvolvimento de canais de venda e parcerias, maximização do uso de inteligência de dados para ativações segmentadas e customizadas, transformação da Arena em um destino diário, com atividades diversas, integração de fato e “abertura” da Arena para a população da zona Leste e do entorno, aproximação com órgãos de turismo, transformação do Oeste Inferior em uma área de comércio e serviços para atrair visitantes em dias sem jogos, potencializar atividades de esporte e lazer em áreas externas, posicionar a Arena como espaço para Eventos sociais e corporativos.
Abertura dos espaços externos para uso da população e realização de eventos esportivos, de lazer e culturais, benefícios e facilidades para moradores de Itaquera na aquisição de ingressos para determinados jogos, maior gestão sobre a qualidade e oferta de serviços prestados pelos operadores terceiros / parceiros, visando maximizar oportunidades de receitas e níveis de atendimento aos frequentadores da Arena, incluir Arena no calendário de grandes shows e turnês internacionais, valorização da experiência premium e conceito do produto, criar produtos e pacotes customizados (Camarotes, 3 Business e Oeste Superior) para o mercado corporativo, venda de produtos de matchday (avulsos) para pessoas físicas e turistas, melhorar e segmentar oferta de alimentação e bebidas, e muitos outros.

4 - Marketing

O departamento de marketing do Corinthians precisa ser atualizado com urgência, além de auxiliar diretamente no trabalho de reconstrução da imagem e da credibilidade com a torcida, que é o principal patrimônio do clube; e com o mercado, para atrair novos investimentos e patrocinadores. Entre outros projetos da minha gestão – e todos podem ser conferidos no site da Reconstrução Corinthiana – cito o ID único. Com ele, o Corinthians vai conhecer profundamente os interesses do torcedor, entender os desejos, hábitos e frequência de utilização, proporcionando melhores experiências. Todos os pontos de contato de relacionamento alimentarão uma base de dados única e proprietária do clube. Com um CRM – Customer Relationship Management, integrando inteligência no mapeamento e refino na segmentação dos diversos perfis, o clube poderá também enviar ofertas para mercado corporativo como plataforma de dados para campanhas. Sem esta ferramenta, o clube interage com uma pequena.

5 - Fiel Torcedor

O Fiel Torcedor precisa ser repensado por inúmeros motivos. O Corinthians não pode ter um programa de relacionamento com o torcedor com uma receita inferior à do Flamengo em quatro ou cinco vezes: em 2019, foram R$ 14 milhões de renda bruta do Fiel Torcedor contra R$ 61 milhões de renda líquida do programa do time carioca. A diferença é muito grande! Então vamos mudar o princípio, a ideia do plano. A prioridade e desconto na compra de ingressos têm que continuar, mas também vamos oferecer uma série de benefícios e vantagens aos torcedores que não frequentam o estádio – e neste ponto, o projeto do ID único será fundamental para enxergar os anseios e necessidades de cada um da imensa base. No projeto, ainda está a possibilidade do sócio do Fiel Torcedor também se tornar associado do clube social - o que ajudaria diretamente a sede social a se tornar autossustentável. Para finalizar, é preciso tirar da gaveta a discussão sobre a possibilidade de voto ao Fiel Torcedor. Já não podemos ficar sentados sobre esse tema. Temos que estudar, apresentar as ideias possíveis e então esperar que o Conselho e a Assembleia de sócios definam as diretrizes.

6 - Clube social

A sede social do Corinthians é um dos grandes patrimônios do clube. Na minha primeira gestão, fizemos uma lista enorme de benfeitorias e a entreguei em ótimas condições. Cuidar do clube significa não só oferecer o melhor ambiente possível para o associado, mas também preservar a história do Corinthians! A sede social precisa de uma série de melhorias, e isso demanda estudos aprofundados sobre o que fazer com o espaço ocioso. Não adianta alguém tirar da cabeça que o tema precisa ser estudado e não fazer mais nada. Mudanças grandes devem ser aprovadas nos conselhos deliberativos, como um plano diretor e uma meta de avanço para o Parque São Jorge, e, aos poucos, isso vai ser feito com a ajuda de parceiros e da iniciativa privada.
De concreto e imediato, os serviços que precisam melhorar são os de zeladoria, de vestiário, para garantir o dia-a-dia dos sócios com mais qualidade. Também queremos também trazer para o clube social pequenas e médias empresas (PME´s) interessadas em uma participação mais efetiva junto ao clube, envolvendo patrocínio de esportes olímpicos, áreas externas, equipamentos, praças, alamedas, museus, piscinas, quadras entre outros; organizar espaço para Feiras e Eventos empresariais nas dependências do clube; introduzir um polo de atração de startups voltadas à tecnologia, esporte e bem estar em área específica do clube; e realização de projetos que gerem atração a novos sócios e a antigos associados que se afastaram do clube.

7 - Responsabilidade social

Como disse o eterno presidente Miguel Battaglia: “O Corinthians é o time do povo e é o povo que vai fazer o time”. Não há como imaginar o Corinthians sem envolvimento com a população e as ações de responsabilidade social. Entre outras propostas da área, vamos criar a diretoria integrada de responsabilidade social e relações institucionais. Entre outros assuntos, a pasta cuidará das interações do Corinthians com organizações dos setores públicos e privados, apoiando a gestão do clube na busca de investimentos sociais que persigam resultados de impacto social, com caráter transformador, gerando subsídios materiais e imateriais para o Corinthians.
Também vamos criar uma instituição de terceiro setor (uma ONG ou a Fundação Corinthians), que terá como objetivo criar uma personalidade jurídica com capacidade de captação de recursos, autonomia e eficiência na prestação dos serviços sociais de sua competência. Também cito a criação do EducaSCCP, um projeto elaborado com o objetivo de levar a educação para o centro da administração e, portanto, das proposições do Corinthians. Como a instituição clube associativo tem uma função social, é preciso criar uma estrutura educacional mais sólida. O projeto, dividido em três etapas, tem o objetivo de levar a dimensão educacional como elemento constitutivo da formação de atletas feita pelo clube, chegando até à formação do atleta de futebol profissional.

8 - Futebol (masculino e feminino)

Temos uma equipe dominante no futebol feminino com grandes resultados, aceitação e engajamento da torcida. Temos que caminhar em duas frentes: uma que amplie o público que se identifica com as mulheres; e outra que encontre fontes de receitas que façam o projeto cada vez mais sustentável por si só – o que me parece muito viável, aliás.
O projeto para o futebol masculino é ter um time competitivo, que honre as tradições do Corinthians, até que as finanças do clube sejam sanadas. Depois que conseguirmos colocar o Corinthians de volta ao trilho do trem, certamente o clube assumirá o papel de protagonista permanente. Não queremos que esta mudança aconteça por um curto período, de quatro, cinco anos, como já aconteceu. Queremos que o Corinthians seja protagonista permanente! Por isso, é extremamente importante entender o novo momento, enxergar o clube de forma diferente, apoiar as mudanças e ter paciência por algum tempo para, então, assumir o protagonismo.

9 - Categorias de base

O trabalho atual da base é como todo o trabalho de gestão do Corinthians. Não se sabe muito bem para quem serve e ao que serve. É uma pena porque isso afeta o sonho de muitos jovens e suas famílias, além de ser terrível para o clube e a torcida. Lamento também que o Sub-23, um projeto teoricamente positivo porque era para ser um trabalho continuado da base, tenha virado uma ilha completamente nebulosa. O nosso projeto para esta área, entre outros pontos, é investir em tecnologia para aprimorarmos a captação de jovens com potencial. Pretendemos enxugar ao máximo o número de atletas e investir mais nos profissionais ligados à preparação. Precisamos ter as melhores comissões técnicas, compostas por profissionais de alto gabarito e trajetória. Também apostaremos na qualificação dos atletas na parte educacional.

10 - Esportes olímpicos

Na minha primeira gestão, conquistamos títulos inesquecíveis em muitas modalidades: a única medalha olímpica em esporte individual na história do clube (Thiago Pereira, na natação, em Londres-2012), recorde de medalhas de ouro de um só atleta em um Mundial de Piscina Curta (Felipe França ganhou cinco no Mundial de Doha, em 2014), Cinturão Peso Médio do UFC (Anderson Silva, 2012), UFC 153 (Anderson Silva, 2012), Mundial de Skate Vertical (Rony Gomes, 2013), Troféu Maria Lenk de Natação após 48 anos (2014), Campeonato Sul-Americano de Clubes de Basquete Feminino (2015), Campeonato Paulista de Basquete Feminino (2015), Taça Brasil de Futsal (2014) e Liga Paulista de Futsal (2013 e 2015).
Além de todos os títulos, também inovamos e contratamos um surfista (Adriano de Souza “Mineirinho”, que conquistou o Mundial em 2015 após deixar o clube). Como mostra o investimento feito à época e os resultados, eu sou um apaixonado também por esportes olímpicos. No entanto, com a situação financeira que se apresenta e é de conhecimento público, precisamos analisar, verificar o que é possível após a realização da auditoria e, então, implantar projetos de desenvolvimento de novos talentos que couberem na nova realidade do clube.
___________________________________________________________________________________________________________

E aí, o que acharam? Em quem vocês votariam?
submitted by PolylingualAnilingus to Corinthians [link] [comments]


2020.11.04 00:12 Spirally-Boi Cansado de ser culpado por estupro só por ser homem.

Eu sei que a primeira coisa que muitas "feministas" vão fazer ao ler o título é dar um downvote imediato e já vir com um discurso pronto sobre como eu sou um machista opressor e etc. Foda-se, isso precisa ser dito.
E sim, isso foi inspirado nesse caso recente que tá rodando o sub.
Mulheres, vocês acham seriamente que só vocês sofre assédio? Que só vocês são estupradas? Eu posso dizer que já sofri diversos assédios durante a minha vida, e fui vitima de estupro na infância, e sei que não sou nem de longe o único homem que passou por essas coisas.
Aí vocês vêm me dizer que todos nós nos beneficiamos com isso? Me digam COMO eu me beneficiei sendo estuprado. Só quero saber disso, porque sempre tive essa curiosidade.
Além do mais, vocês acham certo culpar homens que, mesmo que não tenham passado pela mesma situação que eu e vários outros homens passamos, mas que ainda assim nunca fizeram nada do tipo contra uma mulher, ou alguém em geral? Sair culpando pessoas ao esmo por um crime hediondo que eles nem cometeram?
Óbvio que eu preciso esclarecer que não são TODAS as mulheres que fazem isso. Vocês sabem quem são. E eu espero que vocês pensem se estão afim de culpar vitimas de estupro por estupro toda vez que vocês dizem que todos nós homens temos "culpa" ou "nos beneficiamos com isso", pois é isso que vocês estão fazendo.
Deem downvote e me xinguem a vontade, eu falei o que precisava ser dito.
EDIT: Imediatamente, duzias de comentários me atacando, exatamente como eu previ. Falem o que quiser, me humilhem a vontade, e depois reflitam como vocês se dizem os donos da moral mas humilham e xingam uma vitima de estupro como o advogado fez com a influencer, e como muitos fazem com vítimas femininas. Vocês não são nada diferentes dessa gente.
E pra quem me deu palavras de apoio e gentileza, muito obrigado. Vocês são o motivo de eu ainda ter fé na humanidade.
submitted by Spirally-Boi to brasil [link] [comments]


2020.11.02 05:04 meioautista Ajude a descabaçar uma pessoa com traços de Asperger

TLDR: Eu tenho dificuldade em me relacionar com as pessoas e queria saber como consigo transar com alguém, no início do ano eu fiz um perfil mais comum no tinder e consegui perder o bv, parece ser bastante para alguém que tava zerado mas ainda me sinto bastante longe do objetivo, agora que a quarentena tá mais frouxa tentei criar um outro perfil mais honesto e direto no tinder do tipo "sou meio autista e só queria perder o cabaço" sem fotos do rosto, mas só recebo likes de homens com perfil de mulher ou de gente muito longe, será que consigo algo como no primeiro perfil se colocar fotos normais do rosto com essa bio mais direta ou vou estar me expondo muito?
Oi, venho aqui hoje pedir uma ajuda para essa comunidade com uma coisa que me incomoda de vez em quando, por conta de uma série de motivos nunca consegui transar com ninguém, sou homem e já tenho 23 anos.
A primeira dificuldade com certeza é minha personalidade peculiar, me sinto muito bem sozinho e relações com outras pessoas para mim sempre foram jeitos de não parecer tão alien e ter uma convivência facilitada nos meios sociais, me dou bem com as pessoas e por isso consigo alguns atalhos na vida tipo ser indicado para um estágio, ou ser uma pessoa que os outros gostem de ter por perto para conversar, mas isso para mim sempre foi trabalho de muito esforço de tentar ser normal, eu não necessariamente gosto de agir assim, na verdade sempre chego em casa muito cansado por conta disso. Já a segunda dificuldade é algo mais concreto, vivo com minha família numa casa bem pequena e por isso nunca tive a liberdade de poder transar com alguém aqui, não que eu conseguisse isso mas acho que vocês entenderam.
Eu não vejo muito sentido em mentir, e em toda roda de conversa que eventualmente vai para o sexo acabo dizendo sem problemas que nunca transei (isso quando questionado, já tenho o molejo social de não sair dizendo toda a verdade o tempo todo). E por algum motivo sempre me incomodou o jeito que as pessoas lidam com isso, "Como pode um homem sem ligação com religião de quase 25 anos nunca ter feito algo tão básico?" de todas as peculiaridade que eu tenho parece que essa é uma das que quase sempre me fazem sobressair em relação aos outros e parecer um alien.
Quando eu tenho um objetivo normalmente invisto bastante tempo nele a fim de ficar bom, então coloquei essa ideia na minha cabeça "quero transar antes de me formar", isso foi no início desse ano quando baixei o Tinder e comecei a melhorar o meu papo, consegui uns encontros antes da pandemia mas tive uns problemas tipo: 1) Dificuldade enorme em entender sinais 2) Bloqueio físico de agir de acordo com sinais e não sobre o que está sendo dito 3) Não morar sozinho.
Primeiro fiz um perfil mais normal só sugerindo ir na praia ou algo assim e foi com esse que eu consegui os encontros, para minha surpresa o primeiro foi com uma menina um pouco parecida comigo, ela era introvertida e parecia bem tranquila, tivemos uma tarde massa na praia e fui para casa, conversei com ela umas vezes depois online e ficou nisso. Eu me senti completamente esquisito e travado fisicamente de ter qualquer iniciativa como dizem, eu não entendo o conceito da pessoa querer ficar com outra sem explicitar isso, como na bio dela tava que ela queria amizades eu fui nesse intuito mesmo, para tornar algo mais normal eu sair com mulheres, depois uns amigos ficaram me falando que tem uma série de códigos mas eu desisti de entender isso, a coisa que eu mais odeio é ser desconfortável pros outros, e parece que faz parte de ter iniciativa talvez lidar com isso.
O segundo foi uma série de encontros na verdade porque a mulher parece que gostou de mim, ela não era da minha cidade e tava aqui apenas por uma semana com uns familiares. Eu basicamente repeti o primeiro encontro e cheguei em casa meio desanimado por que eu não parecia estar evoluindo nessa trava. Mas ela me chamou para sair outras 3 vezes, e na última ela finalmente perguntou se tinha algo de errado comigo porque ela não cansava de me dar "sinais" e eu não fazia nada, expliquei para ela um pouco e ela decidiu me pegar por conta própria, foi com ela que eu perdi o BV, a menina ficou me pegando por uma hora em público e eu meio desconfortável apesar dela beijar bem. Não rolou nada mais que isso porque já era o último dia dela e não tínhamos privacidade, e foi ai que eu fiquei meio bravo com a minha falta de prática, eu fiquei tremendo como um galho quando ela começou a avançar para as minha partes baixas quando a pegação ficou mais caliente, sinal de que preciso sim de alguma prática nisso.
Enfim, aí veio a pandemia, segui usando o Tinder para melhorar meu papo mas sem encontrar ninguém (tiveram umas duas doidas que queriam encontrar mesmo na quarentena) e agora com a quarentena mais frouxa me sinto sem prática e criei um perfil novo um pouco mais direto, sem fotos do rosto e com algo do tipo "sou meio autista e só queria perder o cabaço", mas só recebe like de homens em perfil de mulher ou de gente de longe, pensei em fazer um perfil com fotos normais e essa descrição mas não sei se estou me expondo demais.
submitted by meioautista to desabafos [link] [comments]


2020.11.01 02:10 farrtocrazy Eu não quero mais existir , mas também não quero morrer

Eu realmente odeio minha vida . Não vejo sentido no porque de eu estar aqui . Tenho apenas 16 anos e sinto que nunca realmente vivi uma vida , pelo menos o que deveria viver como adolescente . Que nunca signifiquei nada pra ninguém . Minha própria família me vê como um grande fardo . Sou o irmão caçula , com duas irmãs mais velhas , sou o irmão gordo e gay que quer fazer artes cênicas . As duas são mil vezes melhores do que eu , irão ser grandes pessoas no mundo e acrescentarão muito na vida de várias pessoas e são realmente amadas por muitos . Elas são magras e bonitas , e constantemente se dizem gordas , e logo dizem que estão feias , e isso dói tanto em mim . Pois tudo que eu queria era ser como elas . Tenho distúrbio alimentar , simplesmente não consigo parar de comer , principalmente quando tô sentindo demais , qualquer tipo de emoção , o que resultou no meu corpo . O maior motivo da minha insegurança e também o motivo da minha vida ser um inferno completo . Ao menos é assim que eu vejo . Desde pequeno eu fui gordo . Nos primeiros anos de escola ninguém nunca conversava comigo por conta do meu corpo , simplesmente por ser diferente do deles , que eram todos magros . Alvo de apelidos e "brincadeiras" maldosas , sempre alvo de bullyng . Isso mudou um pouco quando fui me aproximando do ensino médio , quando as pessoas começavam a aceitarem melhor minha aparência , mas também piorou já que comecei a estudar com a minha irmã mais velha , a do meio . Ela é simplesmente estonteante . Tudo que eu sempre quis ser . Todos os meninos babavam nela e sempre queriam ficar com ela , inclusive os meninos que eu gostava , e ela nunca nem soube disso já que nunca mostrava o meu lado gay . Não me arrisco mais em dar em cima de alguém , pois toda vez dava errado . Na última vez , com um amigo meu mesmo , eu fui apenas abraçar e ele saiu olhando com nojo nós olhos , depois de um tempo descobri as coisas horríveis que ele falou sobre mim , e isso me destruiu de todo jeito possível . Tive um "amigo" que a toda oportunidade me botava pra baixo por conta do meu corpo , e eu sempre relevava porque ele ao menos conversava comigo e não ficava mais sozinho no recreio . Eu sentia o mundo inteiro me julgando por ser gordo . E até quando tive forças para ir a academia foi desse jeito . Todos me olhavam e riam com a dificuldade que eu tinha nos exercícios , e ficavam com nojo de me ver suado . Por isso não saio mais de casa a não ser que eu realmente precise . As poucas amizades que tive , nunca foram verdadeiras . Eu sempre me entrego de uma vez e faço de tudo por elas . Deixo elas se abrirem comigo e me usarem , apenas para que eu tenha alguém para chamar de amigo , mas nunca fazem o mesmo comigo . Eu nunca fui o melhor amigo dos meus melhores amigos . Sempre era o amigo que era excluído do grupo . Nunca ninguém realmente se importou comigo . Ou sequer me quis , porque mais uma das coisas da minha vida , é que nunca beijei . Não porque estou me guardando ou algo do tipo , foi porque me rejeitaram . Uma das minhas grandes paixões me disse que nunca ficaria comigo porque eu era feio e sem graça . E com tudo isso ainda tem minha família que nunca aceitou o fato de. eu ser gay . Minha irmã mais velha ( a primogênita ) sempre dizia como queria que eu ficasse com mulheres , e machuca demais saber que ela nunca vai aceitar uma parte realmente importante de mim . Meus pais continuam ignorando como se fosse só uma fase e minha outra irmã nem toca no assunto . Eles odeiam isso em mim e minha mãe ainda pede perdão a Deus e pergunta o que fez para merecer isso . E eu realmente não aguento mais . Eu preciso que tudo isso acabe , só quero ser feliz e ser amado . Quero que alguém fique comigo e goste de mim por quem eu sou , não pelo meu corpo . Quero que parem de me julgar por algo tão fútil assim . O pior é que ninguém sabe disso . Todos acham que sou confiante comigo mesmo , mas a verdade é completamente diferente . Não consigo mais me abrir com ninguém porque não queira atrapalhar mas já tá ficando difícil demais segurar tudo dentro de mim . Eu quero que isso acabe mas tenho medo de morrer .
Inclusive , enquanto escrevia esse texto , eu já sentia que estava atrapalhando alguém e que meus problemas não importam nada se comparados com o de qualquer outra pessoa .
Obrigado pra quem meu até aqui . Foi bom deixar as coisas saírem um pouco .
submitted by farrtocrazy to desabafos [link] [comments]


2020.10.27 23:03 leonardofragas Um guia para ter cultura, por Paulo Francis

Um guia para ter cultura, por Paulo Francis
https://preview.redd.it/ob286jmvkpv51.png?width=1080&format=png&auto=webp&s=98787e8245cd77cc7ae59b31813c5b11a168e7aa
Pedem minha ficha acadêmica para jovens vestibulandos… Não tenho. Tentei um mestrado na Universidade Columbia em Nova York 1954, mas desisti, aconselhado pelo professor-catedrático Eric Bentley. Achou que eu perdia o meu tempo. Li toda a literatura relevante, de Ésquilo a Beckett, e sabia praticamente de cor a Poética de Aristóteles. Em alguns meses se lê tudo que há de importante em teatro. Li e reli anos a fio.
Mas, sem o doutorado ou nem sequer mestrado, me proponho fazer algumas indicações aos jovens, que, no meu tempo, seriam supérfluas, mas que, hoje, talvez tenham o sabor de novidade. Falo de se obter cultura geral. É fácil.
Educação era a transmissão de um acúmulo de conhecimentos. Hoje, é uma adulação da juventude, que supostamente deve fazer o que bem entende, estar na sua, como dizem, e o resultado é que os reitores de universidades sugerem que não haja mais nota mínima de admissão, que se deixe entrar quem tiver nota menos baixa. Deve haver exceções, caso contrário o mundo civilizado acabaria, mas a crise é real, denunciada por gente como o príncipe Charles, herdeiro do trono inglês, e por intelectuais como Alan Bloom, que consideram a universidade perdida nos EUA. No Brasil, houve a Reforma Passarinho nos anos 80. A ditadura militar tinha o mesmo vício da esquerda. Queria ser popular. Era populista. Quis facilitar o acesso universitário ao povo, como reza o catecismo populista. Ameaça generalizar o analfabetismo.
Não há alternativa à leitura. Me proponho apontar alguns livros essenciais ao jovem, um programa mínimo mesmo, mas que, se cumprido, aumentará dramaticamente a compreensão do estudante do mundo em que está vivendo.
Começando pelo Brasil, é indispensável a leitura de Os Sertões, de Euclides da Cunha. É curto e não é modelo de estilo. Euclides escreve como Jânio Quadros fala. É cara do far-te-ei, a forma oblíqua de que Jânio se gaba. Mas o livro é de gênio. Nos dá a realidade do sertão, que é, para efeitos práticos, o Brasil quase todo, tirando o Sul; a realidade do sertanejo, e do nosso atraso como civilização, como cultura, como organização do Estado. Euclides mostra o choque central entre o Brasil que descende da Europa e o Brasil tropicalista, nativo, selvagem. Euclides apresenta argumentos hoje superados sobre a superioridade da Europa, mas nem por isso deixa de estar certo. Tudo bem ter simpatia pelo índio e o sertanejo, o matuto, mas nosso destino é ser, à brasileira, à nossa moda, um país moderno nos moldes da civilização européia. Euclides começou o livro para destruir Antônio Conselheiro e a Revolta de Canudos, mas se deixou emocionar pela coragem e persistência dos revoltosos e terminou escrevendo um grande épico, em prosa, que o poeta americano Robert Lowell, que só leu a tradução, considera superior a Guerra e Paz, de Tolstoi.
Mas o importante para o jovem é essa escolha entre o primitivo irredentista dos Canudos e a civilização moderna, porque é o que terá de enfrentar no cotidiano brasileiro. É o nosso drama irresolvido.
Leia algum dos grandes romances de Machado de Assis. O mais brilhante é Memórias Póstumas de Brás Cubas. Para estilo, é o que se deve emular. O coloquialismo melodioso e fluente de Machado. É um grande divertimento esse livro. Eu recomendaria ainda para os que tem dificuldade de manejar a língua O Memorial de Aires. É o livro mais bem escrito em português que há.
Os gregos são um dos nossos berços. Representam a luz e a doçura, na frase de um educador inglês, Mathew Arnold (também poeta e crítico). Arnold falava contra a tradição judaico-cristã, dominante na nossa cultura, na nossa vida, a da Bíblia e do Novo Testamento, que predominaram no mundo ocidental desde o Século V da Era Cristã, quando o imperador romano Constantino se converteu ao cristianismo. Estudos gregos sérios só começaram no Século XIX, quando se tornaram currículo universitário, porque antes os padres e pastores não deixavam.
Mas leia originais. Escolhi quatro. Depois de se informar sobre Platão na enciclopédia do seu gosto, se deve ler A Apologia, que é a explicação de Sócrates a seus críticos, quando foi condenado à morte, e Simpósio, um diálogo de Platão. Platão não confiava na palavra escrita. Dizia que era morta. Preferia a forma de diálogo. Na A Apologia se discute o que é mais importante na vida intelectual. A liberdade de ter opiniões contra as ortodoxias do dia. Ajudará o estudante a pensar por si próprio e ter a coragem de suas convicções.
Depois, o delicioso Simpósio. É uma discussão sobre o amor, tudo que você precisa saber sobre o amor sensual, o altruístico, o que chamam de platônico, é o amor centrado na sabedoria.
Platão colocou, à parte Sócrates, seu ídolo, no Diálogo, Aristófanes, o grande gozador de Sócrates. Na boca de Aristófanes põe uma de suas idéias mais originais. Que o ser humano era hermafrodita, parte homem parte mulher, e que cada pessoa, depois da separação, procura recuperar sua parte perdida, e daí a predestinação da mulher certa para um homem e do homem certo para uma mulher.
Imprescindível também ler As Vidas, de Plutarco, o grande biógrafo da Antiguidade. Ficamos sabendo como eram os grandes nomes em carne e osso, de Alexandre, paranóico, a Júlio César, contido, a Antônio e Cleópatra. Shakespeare baseou grande parte de suas peças em Plutarco e leu em tradução inglesa, porque Shakespeare, como nós, não sabia latim ou grego. E, finalmente, como história, leia A Guerra do Peloponeso, de Tucídides. É sobre a guerra entre Atenas, Esparta, Corinto e outras, durante 27 anos, no Século V antes de Cristo. Lendo sobre Péricles, o líder ateniense, Cleon, o führer espartano, e Alcebíades, o belo, jovem e traiçoeiro Alcebiades, nunca mais nos surpreenderemos com qualquer ato de político em nossos dias. É o maior livro de história já escrito. Sempre atual.
Da Roma original basta ler Os Doze Césares, de Suetônio, e Declínio e Queda do Império Romano, de Gibbon. Mais um banho de natureza humana.
Meu conhecimento científico é quase nenhum. Mas li, claro, a Lógica da Pesquisa Científica, de Karl Popper, quando entendi o que esses cabras querem. Para quem quer um começo apenas, recomendo o prefácio do Novum Organum, de Francis Bacon, que quer dizer, o título, novo instrumento, e Bacon explica o método científico e o que objetiva a ciência. E para complementá-lo leia o prefácio dos Os Princípios Matemáticos da Filosofia Natural de Isaac Newton, e o prefácio de Bertrand Russell e Alfred North Whitehead de seus Principios da Matemática. Também vale a pena ler a História da Filosofia Ocidental de Bertrand Russell, e o capítulo sobre Positivismo Lógico que é a filosofia calcada no conhecimento científico. Em resumo, tudo que pode ser provado lógica e matematicamente, é filosofia.O resto não é. Acho isso perfeitamente aceitável. Dispenso o resto.
É nas artes que está a sabedoria. Como viver bem sem ler Hamlet, de Shakespeare? Está tudo lá em linguagem incomparável, é de uma clareza exemplar, tudo que nós já sentimos, viremos a sentir, ou possamos sentir.
Preferi citar junto com Shakespeare uma peça grega, que considero vital: Antígona, de Sófocles. Há uma tradução de Antígona, em verso, por Guilherme de Almeida, que Cacilda Becker representou no Teatro Brasileiro de Comédia.
Antígona é o que há de melhor na mulher. É a jovem princesa cujos irmãos morreram em rebelião contra o tio, o rei Creon, e ela quer enterrá-los, porque na religião grega espíritos não descansam enquanto os corpos não são enterrados. Creon não quer que sejam enterrados, como advertência pública a subversivos. Antígona desafia Creon. Ele manda matá-la. Ela morre. Seu noivo se suicida. É o filho de Creon, que enlouquece. Parece um dramalhão, mas não é. É a alma feminina devassada em toda sua possibilidade fraterna. Hegel achava que Antígona era o choque de dois direitos, o direito individual e o direito do Estado. E assim definiu a tragédia.
A melhor história de Roma é a de Theodore Mommsem. A melhor história da Renascença é a de Jacob Buckhardt. Tudo que você precisa saber.
E aprenda com um dos mais famosos autodidatas, Bernard Shaw (o outro é Trotski). Leia todos os prefácios das peças dele. São uma história universal. Um estalo de Vieira na nossa cabeça. Em um dia você lê todos. Anotando, uma semana. Também vale a pena ler a Pequena História do Mundo, de H.G.Wells, superada em muitos sentidos, mas insuperável como literatura.
Passo tranqüilo pelo Iluminismo. Foi tão incorporado a nossa vida, que não é necessário ler Voltaire ou Diderot. Os livros de Peter Gay sobre o Iluminismo são excelentes. Dizem tudo que se precisa saber. Se se quer saber mesmo o que foi o cristianismo, a obra insuperada e As Confissões de Santo Agostinho, uma das grandes autobiografias, à parte a questão religiosa.
Não é preciso ler A Origem das Espécies, de Darwin, mas é um prazer ler Viagens de um Naturalista ao redor do Mundo, as aventuras de Darwin como botânico e zoólogo, a bordo do navio inglês Beagle, nos anos 1830, pela América do Sul, com páginas inesquecíveis sobre Argentina, Brasil e Galápagos, que está até hoje como Darwin encontrou (e o Brasil e Argentina, na sua alma?)
Houve três grandes revoluções no mundo, a americana, a francesa e a russa. A literatura não poderia ser mais copiosa. Mas basta ler, por exemplo, Cidadãos, de Simon Schama, para se ter um relato esplêndido da revolução interrompida, 1789-1794, na França, e concluir com o livro de Edmund Wilson, Rumo à Estação Finlândia. Schama é conservador, Wilson não era, quando escreveu, fazia fé, ainda na década de 30, como tanta gente, na Revolução Russa. Mas a esta altura, e mesmo antes de ele morrer, em 1972, é fácil notar que a Revolução Russa não teve o Terror interrompido, como a Francesa, mas continuou até Gorbachev revelar o seu imenso fracasso.
O melhor livro sobre a Revolução Francesa é História da Revolução em França, de Edmund Burke, de 1790, que previu o Terror de Robespierre e Saint-Just. Se o estudante quer um livro a favor da Revolução Francesa, leia, o título é o de sempre, o de Gaetano Salvemini. A favor da russa a de Sukhanov, que a Oxford University Press resumiu num volume, ou A Revolução Russa, de Trotski, um clássico revolucionário. Mas os fatos falam mais alto que o brilho literário de Trotski.
Sobre a Revolução Americana não conheço livro bom algum traduzido, mas por tamanho e qualidade, um volume só, sugiro a da editora Longman, A History of the United States of America, do jovem historiador inglês Hugh Brogan, 749 págs, apenas, quando comprei custava US$ 25. Tem tudo que é importante.
Em economia, a Abril publicou 50 volumes dos principais economistas. Eu não perderia tempo. Têm tanta relação com a nossa vida como tiveram Zélia e a criançada assessora. Mas há o Dicionário de Economia, também da Abril. Quando tascarem o jargão, você consulta para saber, ao menos, o que significa a embromação. Economia se resume na frase do português: quem não tem competência não se estabelece.
Dos romances do Século XIX, Guerra e Paz, de Tolstoi, e Crime e Castigo, de Dostoiévski, me parecem absolutamente indispensáveis. Guerra e Paz porque é o retrato completo de uma sociedade como uma grande família, porque rimos e choramos sem parar, porque contém um mundo e as inquietações do protagonista, Pierre Bezhukov, que até hoje não foram respondidas. Crime e Castigo, porque exemplifica toda a filosofia de Nietzsche de uma maneira acessível e profundamente dramática, de como o cérebro humano é capaz de racionalizar qualquer crime, que tudo é relativo, em suma, a pessoa que pensa e age, como Raskólnikov, o protagonista. Vale tudo. Dostoiévski, para nos impedir de aniquilar uns aos outros, acrescenta que não se pode viver sem piedade.
Dos modernos, Proust é maravilhoso, mas penoso, Joyce é desnecessário, mas vale a pena ler as obras-primas de Thomas Mann, A Montanha Mágica, para saber o que foi discutido filosoficamente neste século, e Dr. Fausto, que leva o relativismo niilista que domina a cultura moderna e de que precisamos nos livrar, se vamos sobreviver culturalmente, como civilização, e não como meros consumidores, num nível abjeto de satisfação animal. Há muitas obras que me encantaram e não estou, de forma alguma, excluindo autores ou quaisquer livros. A lista que fiz me parece o básico. Em algumas semanas, duas horas por dia, se lê tudo. Duvido que se ensine qualquer coisa de semelhante nas nossas universidades. Se eu estiver enganado, dou com muito prazer a mão à palmatória.
— Paulo Francis, O Estado de São Paulo, 30 de Maio de 1991
submitted by leonardofragas to brasilivre [link] [comments]